domingo, 8 de julho de 2007

A LIBERDADE DE NÃO CONCORDAR


A democracia permite que cada um faça com o seu esfincter anal o que quiser, até aí tudo bem. Porém, a ditadura que se esconde atrás do belo manto social, quer obrigar que todos sejam iguais, e se esforça para nivelar tudo e todos. Logo, busca inculcar na sociedade a idéia de que todos devem aceitar ou praticar a sodomia em nome de um convívio social harmonioso. Isto acaba levando certos indivíduos possuidores de escabrosos desvios de conduta a se tornarem cada vez mais ousados na luta por aquilo que consideram "seus direitos", e exigirem a liberdade para praticar as coisas mais terríveis em nome da liberdade de expressão e dos direitos das minorias. Existem movimentos reivindicando a sodomia entre adultos e crianças do mesmo sexo, usando o slogam "amor pelas crianças".

As práticas "homo-afetivas" entre pessoas de qualquer idade são defendidas por alguns líderes como sendo a livre expressão do amor, não gerando filhos indesejados e não contribuindo para o aumento do rombo na Previdência Social. Afinal, o governo anda tão preocupado com o nosso bem estar, não é mesmo?.

Por várias questões além destas, a sodomia está virando um direito humano reconhecido internacionalmente, com o entusiático apoio do Brasil, que apressadamente assinou uma resolução da ONU neste sentido, faltando apenas a aprovação do projeto no Congresso Nacional para que o Brasil seja homologado como membro deste tratado internacional.

Se o cidadão gosta de sentar sobre um orgão sexual masculino ereto dizendo que "ama" todos os homens, e acha que deve ser canonizado por isto, ainda assim, não chega a incomodar. O que incomoda é a ignorância da maioria dos heterossexuais quanto aos seus direitos individuais, que são sériamente atingidos quando são chamados de HOMOFÓBICOS. Trata-se de pura calúnia e difamação, além de dano moral movido por um extremo ódio aos princípios familiares ou normais (eles odeiam esta palavra!) da natureza.

O Têrmo Homofobia se refere a uma conduta patológica apresentada por alguém que tem praticado sistemáticamente violência contra outro, motivado por ódio ao homossexualismo. Se alguém é chamado de homofóbico simplesmente por expresar sua opinião de não achar natural (aqulo que provém ou está de acordo com a natureza) o sexo anal entre dois homens (as vezes mais), não tendo praticado nenhum ato de violência por este motivo, contra os que defendem tal prática, está sendo evidentemente atacado em seus princípios morais e caluniado, pois tem sim, o direito de livre opinião. Mesmo sendo um ato considerado anti-natural, pois a natureza busca sempre lutar pela vida e sobrevivência das espécies, enquanto o ato homossexual visa apenas o próprio prazer, a prática do homossexualismo deve ser aceita e respeitada como parte do direito à liberdade individual, que é um direito de todos, não devendo ser imposto como está sendo, e nem apresentado como o resultado de uma evolução do ser humano, como uma espécie de "sacerdócio do amor". Esta muito longe disto.

Well 08/07/2007

Nenhum comentário:

Vídeos Recomendados

Loading...
Creative Commons License
Blog Wellblog-Observador de Wellington Leal é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Brasil.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://reieterno.blogspot.com.