terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Como ficar cego em duas eleições

Depois das 2 ultimas eleições presidenciais, houve um grande fortalecimento dos valores contrários à nossa tradicional civilização Judaico-Cristã, que devido a aplicação de uma ideologia de populismo assistencial, foi gradativamente "cegando" o entendimento da maior parte da população votante, a qual passou a se comportar como uma clientela alienada e dócil. Valores como caráter, honestidade e honradez vão perdendo o sentido, em meio ao crescente mar de lama que tomou conta do cenário político nacional. Ao mesmo tempo que a corrupção possibilita a transferência de dinheiro público para contas bancárias, malas e cuecas dos amigos do "rei", também direciona a patota governista e a oposição-toma-lá-dá-cá para que aprovem leis e implementem "ações positivas" apoiadas por verbas milionárias, que impiedosamente envenenam as base de nossa sociedade, as quais são: a família, a escola e a igreja.

Fico observando as mudanças nos costumes e nos comportamentos que a sociedade apresenta, e percebo que estas mudanças não se devem apenas à nossa "evolução" tecnológica ou "educacional". Elas são muito mais consequências de um processo de engenharia social desencadeado pelas doutrinas marxistas e pelos métodos gramscianos de sua aplicação, que visam insistentemente modificar os princípios que regem as estruturas familiares, e que infelizmente tem obtido sucesso no sentido de desagregar e enfraquecer o tradicional ambiente familiar.
Senão vejamos:
I- O feminismos atacou a posição de liderança do homem como o "chefe" da família e estimulou a competição e a igualdade com base sexual, de forma totalmente errônea, pois deveria ter focado na base de uma maior valorização da pessoa humana;
II- A entrada da mulher no mercado de trabalho, embora seja justa e bem vinda, acabou por aumentar muito a oferta de "mão de obra", derrubando as remunerações dos trabalhadores, além de reduzir muito o tempo que era dedicação aos filhos, pois hoje em dia, para conseguir manter uma família pequena, tanto o pai quanto a mãe praticamente são obrigados à trabalhar fora.
III- A reduzida atenção para com a educação dos filhos, devido ao ritmo alucinante da vida moderna, leva a necessidade de "terceirizar a educação famíliar básica", que passa a ser substituída por parentes, creches, babás ou simplesmente por uma simples televisão, que muitas vezes, é a única "companhia" de milhares de crianças semi-abandonadas.
IV- A cultura tradicional da família passa a ter cada vez menos influência sobre as novas gerações, que vão crescendo doutrinadas pela "cultura de massa", disseminada pela televisão e pelos demais meios de comunicação, bem como pelas escolas, que com retóricas "progressistas" incentivam uma revolução contra os valores "antigos e conservadores" de uma "sociedade injusta", ao mesmo tempo que apóiam e incentivam de "novos" e "modernos" valores, que supostamente servirão de base para a construção de uma "sociedade melhor"no futuro.
V- A cultura da "igualdade dos gêneros", torna menos importante o aspecto humanitário, apesar de propalar exatamente o contrário, e enfatiza fortemente a prática sexual, fazendo com que este aspecto da vida humana seja cada vez menos pessoal e privado e mais coletivo e público.
VI- O foco no sexo, faz com que o ser humano seja visto apenas como uma consequência de um ato maior, o ato sexual, que passa a não mais depender do gênero para ocorrer, mas apenas da vontade de obter prazer. Esta desvalorização da vida humana e a super valorização do prazer sexual, torna o aborto um fato de menor importância, sendo cada vez mais aceito e praticado.
VII- A visão hedonística amplamente propagada, leva a sociedade a uma busca incessante pelo prazer, que vai sendo financiado pelo modo de vida materialista e ateísta, e que motiva e incentiva o indivíduo a combater e a repelir tudo aquilo que tente lhe fazer refletir sobre as consequências catastróficas desta ideologia destrutiva.

Todo princípio bíblico tem um reflexo na dimensão espiritual, favorecendo ou impedindo a atuação de forças antagônicas. Logo, a observação e a divulgação destes princípios bíblicos são os reais motivos pelos quais o Cristianismo tem sido sistemáticamete atacado, quer seja com estratégias dissimuladas de infiltração de agentes que visam corromper as doutrinas cristãs, ou através de ataques frontais como campanhas de difamação e perseguições. Esta tendência aumentará, à medida que o sistema globalizante se amplia e procura sedimentar a idéia de que o homem é apenas mais uma simples criatura que cumpre a missão natural de nascer, reproduzir (ou apenas copular) e morrer, procurando afastar cada vez mais, todo tipo de consciência espiritual relacionada aos ensinamentos bíblicos. Qualquer conexão com a realidade espiritual revelada na bíblia representa um grande perigo para a continuidade deste plano de domínio global, pois desmascara as verdadeiras intenções e a verdadeira face de seu maligno arquiteto. Esta é a verdadeira dimensão da batalha que está sendo travada, conforme nos fala o Apóstolo Paulo:

"porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes".
(Ef 6:12)


Jesus é a nossa força!

Wellblog 19/12/2007

Nenhum comentário:

Vídeos Recomendados

Loading...
Creative Commons License
Blog Wellblog-Observador de Wellington Leal é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Brasil.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://reieterno.blogspot.com.