domingo, 26 de agosto de 2007

O sorriso do lagarto ...


Por incrível que pareça, é mais fácil ficar bem informado sobre os acontecimentos recentes da América Latina e do Brasil através da imprensa estrangeira do que através da imprensa nacional. É preocupante saber que um país com mais 180 milhões de pessoas é matido alheio aos acontecimentos que não interessam ao partido que chegou ao poder (PT) pregando justamente a liberdade de imprensa e a democracia. Aliás, o modelo de democracia para este partido, é a "democracia" praticada em Cuba, pelo democrata "Fidel Castro".

Vivemos em uma época em que se implantou uma verdadeira patrulha ideológica, especialista em estratégias de contra-informação e mobilização de massas, visando desviar a atenção de fatos comprometedores ao mesmo tempo em que dá um ar democrático ao manipular um vasto número de pessoas que não fazem a menor idéia do real propósito destas ações. Veja como aos poucos vai assumindo sua verdadeira face nete vídeo http://www.youtube.com/watch?v=VNPjm0qfByc . Frases como "sem socialismo não há democracia" e "destruição do capitalismo" me lembram o fanatismo religioso de alguns grupos. Mas pelo menos neste vídeo eles tiveram um raro ataque de sinceridade e admitiram a existência oficial do "Foro de São Paulo", negado anteriormente com veemência por eles mesmos, pelo governo e pela imprensa de um modo geral. Estão sendo minados os valores nacionais em detrimento do sonho de construção de um bloco socialista na América do Sul. Para que isto ocorra, deve-se incentivar a luta de classes, tornar nosso Exército obsoleto e mal visto pela população, provocar o caos social como elemento combustível para levar a população a uma "revolução social". Não se iludam, isto já está acontecendo!
Estamos em um momento tão incomun de nossa história, onde o domínio da maquina governamental e da imprensa é tão grande, que este grupo se sente seguro a ponto de não mais esconder as suas verdadeiras intenções. E o que é pior, a população foi tão bem doutrinada pela mídia, que qualquer notícia de que corre perigo de perder sua liberdade é vista como uma simples intriga da oposição (que oposição ?) ou uma "teoria da conspiração" desenvolvida por algum sujeito que andou vendo muitos filmes de Hollywood.

Tenho visto muitos universitários jovens e desinformados sendo astutamente manipulados por velhos e calejados militantes, que devem estar sorrindo por dentro ao inocular o ódio e a revolta em seus úteis discípulos. O poderoso veneno que lhes é colocado em sua corrente sanguínea os cega e embota seus pensamentos, impedindo que possam ver e compreender a extensão e a profundidade de um regime de ditadura socialista. O slogam "Pátria, Socialismo ou Morte" explica bem o motivo do aniquilamento de mais de 100 milhões de pessoas, vítimas deste ideal tão "democrático".

O desmonte de nossas forças armadas, o controle da mídia, a utilização política dos chamados "movimentos sociais", a compra de votos de políticos corruptos, a liberalização do uso de drogas, a impunidade, a aproximação com países que possuem líderes ditadores, a abertura do terrítório nacional à operação de grupos e entidades de caráter duvidoso, a condecoração de guerrilheiros, a alteração dos registros históricos e muitas outras atividades promovidas sistemáticamente, fazem parte de uma agenda socializante que está sendo levada à risca pelo governo, sem que exista nenhuma organização ou partido em condições estruturais ou éticas de oferecer soluções políticas alternativas. Enquanto isto, eles sorriem e continuam em frente.
Well

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Uma breve trégua, e novas armadilhas ...

Felizmente foi retirado para revisões o Projeto de Lei 6418/2005 (criminaliza os que não concordam com o homossexualismo explícito) que tramita na Câmara dos Deputados! Mas temo que tenhamos apenas ganhado algum tempo até a maior e mais difícil batalha. O PL 6418/2005 é o irmão mais velho do PLC 122/2006, ambos são filhos de uma ideologia que despreza os valores judáicos-cristãos, e que atualmente está no poder, financiando com dinheiro público 45 centros pró-homossexualismo em todo o país, campanhas de orientação (promiscuidade) sexual focada em crianças e adolescentes, campanhas pró-aborto, campanhas de liberalização das drogas, utilização do sistema de ensino público para formação ideológica, e muitas outras atividades (armadilhas) que visam enfraquecer e minar as instituições que formam o caráter do indivíduo, que são a Família, a Igreja e a Escola.

Well 22/08/2007

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Filosofia, Sociologia e Demagogia !

A partir de agora as escolas públicas terão como disciplinas obrigatórias a Filosofia e a Sociologia. Antes de soltarmos fógos, vamos acompanhar cautelosamente o desenvolvimento dos conteúdos que serão ministrados em sala. Tradicionalmente, os regimes socialistas ou pelo menos os governantes que se esforçam para implantar este regime, acreditam que nos sistemas públicos de educação, mais importante que a informação a ser passada, é a ideologia socialista revolucionária que será ministrada. De nada adiantará o estudo da Filosofia, se for utilizada apenas como desculpa para se doutrinar os alunos nos pensamentos marxistas-socialistas. Da mesma forma, a Sociologia vista apenas como uma forma de ampliar a visão da coletividade em detrimento do pensamento individual, é uma poderosa ferramenta de alienação. Espero sinceramente estar errado, mas pelo comportamento enviezado de nossos atuais dirigentes, duvido!

Wellblog 16/08/2007

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Alerta sobre a manobra anti-religiosa promovida sorrateiramente pelo grupos pró homossexualismo.


Por uma questão de honestidade democrática, não pude deixar de aproveitar este espaço para fazer coro ao alerta que Júlio Severo faz em seu site. Trata-se de uma manobra sórdida, que faz parte de um plano político, que visa mudar o comportamento social, eliminando a influência da família e da igreja sobre o indivíduo, ao mesmo tempo que dá ao Estado Socialista o poder total sobre o mesmo, com objetivo de criar uma sociedade coletiva submissa aos interesses estatais.
Wellblog 12/08

Texto integralmente reproduzido do site www.juliosevero.com.br

07 Agosto 2007
Alerta gravíssimo: O Brasil está sob o sério risco de dar o último suspiro de liberdade religiosa

Enquanto muitos estão com a atenção voltada para o PLC 122/2006, por sua ameaça à liberdade religiosa e de expressão, os militantes da causa homossexual conseguiram, literalmente, passar a perna nos católicos e evangélicos no Congresso Nacional.


Dep. Édino Fonseca, Dr. Zenóbio Fonseca e Julio Severo


Atualmente estamos vivendo um momento de grande mobilização nacional contra a aprovação do PLC 122/2006 do Senado Federal, que trata da criminalização da homofobia. Esse projeto é essencialmente e inconstitucionalmente um atentado violento contra a liberdade de expressão religiosa dos evangélicos, católicos, judeus e muçulmanos.


O PLC 122/2006 enfrenta resistências jurídicas no Senado, apesar de todo apoio político do atual governo e seus aliados, pois foi tecnicamente mal elaborado, ferindo diversos princípios da constituição federal e do código penal. Entretanto, toda a militância gay e seus representantes políticos na Câmara dos Deputados e no Senado, com o total apoio do partido do governo, atuaram nos bastidores desta batalha legislativa para avançar a qualquer custo a criminalização da homofobia e criar uma grande mordaça gay, para que ninguém possa discordar e expressar opiniões contrárias ao homossexualismo.


Ficamos estarrecido com o que está acontecendo em Brasília, no Senado e na Câmara Federal, pois agora já é hora avançada nesta madrugada do dia 07/08/08 e acabamos de tomar conhecimento da tramitação do PL 6418/2005 da Câmara Federal, que transforma em crime, entre outras coisas, o “preconceito por orientação sexual”. Na prática, esse novo projeto, que avançou sem que ninguém no Brasil fosse alertado antes, protegerá o homossexualismo em detrimento da liberdade de expressão e da liberdade religiosa.


O conteúdo do PL 6418/2005 é pior do que o PLC 122, pois esse projeto, que avançou sorrateiramente, é a junção de vários projetos do Congresso Nacional que tratam das discriminações por preconceito de raça, cor, etnia, religião ou origem. Como ocorreu a tramóia:


Em 2004 o Senador Paulo Paim (PT/RS) apresentou o PLS 309/2004, que tratava das diversas formas de discriminações e dava outras providências. Seu projeto tramitou no Senado sem maiores objeções e foi aprovado rapidamente, sendo encaminhado para a Câmara dos Deputados para tramitação e depois sanção presidencial.


Contudo, os ativistas pró-homossexualismo já estavam trabalhando nos bastidores, bem longe dos olhos de todos. Na Câmara dos Deputados, o projeto do Senador Paim recebeu o número de PL 6418/2005, e sua tramitação foi rapidíssima! Em pouco mais de 18 meses, o projeto estava pronto para ser aprovado na Comissão de mérito de Seguridade Social e Família, com parecer aprovado com substitutivo da Deputada Janete Rocha Pietá (PT-SP), em 02/05/2007. O projeto, até então, não incluía o termo orientação sexual e em nada feria a liberdade de expressão e religião. Aliás, a própria relatora garantiu em seu parecer:


“Por fim, não achamos oportuno incluir a discriminação por motivo de orientação sexual na proposta principal, por tratar-se de questão que está sendo melhor abordada e sistematizada em outras proposições em trâmite no Congresso Nacional.”


No entanto, vendo que o PLC 122/06, que tramita no Senado, está enfrentando fortes resistências, os ativistas e parlamentares pró-homossexualismo agiram de forma sigilosa para aprovar a criminalização da homofobia o mais rápido possível e da “melhor” forma jurídica e redacional. A estratégia deles foi simplesmente usar o projeto do Senador Paim.


A mesma relatora do PL 6418/2005 mudou o seu parecer oferecido em 02/05/07 e apresentou novo parecer, em 11/07/2007, com profunda criminalização nas questões de orientação sexual, com repercussões gravíssimas para a liberdade de expressão religiosa no país.


Enquanto esse projeto camaleônico avançava como um escorpião, não houve nenhum tipo de divulgação na mídia secular ou através das assessorias parlamentares da Câmara dos Deputados.


Ficamos sabendo desse projeto há poucas horas, e sacrificamos nossa noite de sono para preparar este alerta necessário, por causa da urgência e gravidade da situação. O PL do Senador Paim, que agora é um dos piores projetos anti-homofobia do Brasil, terá sua votação decisiva na quarta-feira, dia 8 de agosto de 2007.


Temos dificuldade de entender como as assessorias dos parlamentares cristãos não divulgaram mais cedo tamanha ameaça. O PL do Senador Paim atende aos “interesses” políticos dos ativistas pró-homossexualismo e é um forte contra-ataque e represália à oposição que o povo vem fazendo ao infame PLC 122/06 do Senado Federal.


O assunto é grave e urgente, pois o substitutivo será votado na próxima quarta-feira dia 08/08/07. A única coisa que pode ser feita no momento é o pedido de vista do parecer na sessão da Comissão da Seguridade Social por algum deputado, mas tal fato representa a saída do projeto da pauta por apenas 2 sessões. Aí o projeto volta para votação e aprovação na comissão, só cabendo a apresentação de um voto em separado com novo parecer ao substitutivo. Melhor seria se fosse aprovada uma audiência pública para discussão da matéria, pois haveria mais tempo para divulgação e mobilização de todo povo cristão e seus representantes em Brasília.


Por isso, precisamos mobilizar a todos, pois os parlamentares cristãos da Câmara dos Deputados falharam em sua vigilância, da mesma forma que não vigiaram na aprovação do PL 5003/2001, que passou sem nenhuma dificuldade ou emenda.


Ainda há tempo para mudarmos este cenário sombrio, pois a exposição e publicidade dos atos legislativo nos dão esta opção.


Passaremos a rapidamente a comentar o teor do novo substitutivo apresentado ao PL 6418/2005, onde neste momento o importante é divulgarmos a situação e não esgotarmos a interpretação jurídica, pois estamos na madrugada do dia 07/08/08.


O SUBSTITUTIVO:
“Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação e preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica. Parágrafo único: Para efeito desta Lei, entende-se por discriminação toda distinção, exclusão, restrição ou preferência baseada em raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica que tenha por objeto ou resultado anular ou restringir o reconhecimento, gozo ou exercício em igualdade de condições de direitos humanos e liberdades fundamentais nos campos político, econômico, social, cultural ou em qualquer outro campo da vida pública.”


Observe que no artigo 1º é inserida a tipificação penal da orientação sexual como crime de discriminação, sendo igualado as crimes de raça, etnias e religião. De igual forma, o parágrafo único deste artigo define a discriminação de maneira ampla unindo o seu conteúdo ao princípio da dignidade da pessoa humana e às liberdades fundamentais no campo político (discursos contrários ao homossexualismo), cultura (valores da sociedade), ou qualquer outro campo da vida pública (cria uma mordaça para as atividades públicas contrárias ao homossexualismo).


“Discriminação resultante de preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica. Art. 2º. Negar, impedir, interromper, restringir ou dificultar por motivo de preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica o reconhecimento, gozo ou exercício de direito assegurado a outra pessoa. Pena – reclusão, de um a três anos. § 1° No mesmo crime incorre quem pratica, difunde, induz ou incita a discriminação ou preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica ou injuria alguém, ofendendo-lhe a dignidade e o decoro, com a utilização de elementos referentes à raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica.”


No artigo 2º aplica-se todo o conteúdo do PLC 122/2006 e aperfeiçoa-se a redação jurídica, pois o artigo possui um elemento subjetivo específico (por motivo de preconceito) e um objeto de ação objetivo (o gozo ou exercício de direito assegurado à outra pessoa). Esse artigo muito acentua a proteção de valores fundamentais assegurados pela Constituição Federal, porém a orientação sexual é introduzida no mesmo nível, fazendo com que esse novo direito seja respeitado não apenas pelo Estado, mas também por todas as pessoas, grupos e entidades particulares.


“ Discriminação no mercado de trabalho: Art. 3º Deixar de contratar alguém ou dificultar sua contratação por motivo de preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica. § 2º Nas mesmas penas incorre quem, durante o contrato de trabalho ou relação funcional, discrimina alguém por motivo de preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica. Pena – reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, e multa. § 2º Nas mesmas penas incorre quem, durante o contrato de trabalho ou relação funcional, discrimina alguém por motivo de preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica.”


De modo muito parecido com o PLC 122/06, o artigo 3º e seu § 2º do PL 6418/2005 tratam da questão da discriminação nas relações trabalhistas ou funcionais e, ao analisarmos também o artigo 1º e seu parágrafo único, verificamos a sua abrangência na incidência, tornando instável qualquer situação hipotética de pessoa que afirme estar sendo discriminada por sua orientação sexual e não problemas de ordem de qualificação profissional ou situação de confiança, etc. Em outras palavras, ficará bem fácil para um homossexual alegar discriminação ao ser despedido, restando pouca proteção aos empregadores.


“Associação criminosa: Art. 5º Associarem-se 3 (três) ou mais pessoas, sob denominação própria ou não, com o fim de cometer algum dos crimes previstos nesta Lei: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos. Parágrafo único. Nas mesmas penas incorre quem financia ou de qualquer modo presta assistência à associação criminosa.”


Esse artigo 5º inclui qualquer grupo de 3 (três) ou mais pessoas que discordem do homossexualismo e expressem opiniões, por exemplo, no campo político, econômico, social, cultural ou em qualquer outro campo da vida pública (parágrafo único do artigo 1º). Há também a hipótese de que se possa rotular de associação criminosa uma reunião de igreja evangélica ou católica onde se pregam valores contrários ao homossexualismo com base na Bíblia Sagrada, trazendo risco de prisão a todos os envolvidos.


“Art. 7º Os crimes previstos nesta Lei são inafiançáveis e imprescritíveis, na forma do art. 5º, XLII, da Constituição Federal.”


Esse artigo aumenta o rol de crimes não sujeitos o pagamento de fiança para a responder em liberdade ao processo criminal e declara que a sua pena jamais deixará de ser punível em razão do tempo do ato da conduta.


“Art. 9°. Nas hipóteses dos artigos 2º e 5º, o juiz pode determinar, ouvido o Ministério Público ou a pedido deste, ainda antes do inquérito policial, sob pena de desobediência: I – o recolhimento imediato ou a busca e apreensão dos exemplares do material respectivo; II – a cessação das respectivas transmissões radiofônicas ou televisivas; III – a suspensão das atividades da pessoa jurídica que servir de auxílio à associação criminosa.”


O artigo 9º, inciso I, confere poderes ao Magistrado. Verifica-se que, mesmo sem a instauração da investigação policial, um juiz poderá determinar, por exemplo: a retirada de um livro de conteúdo religioso que conta o testemunho de uma pessoa que deixou de vivenciar a homossexualidade para viver uma vida transformada. A autoridade poderá determinar o recolhimento das Bíblias ou as folhas que falam contra o comportamento homossexual;


No Inciso II, pode-se determinar a retirada do ar das transmissões de rádio e de televisão de programas de cunho religioso onde sejam abordados temas contrários ao homossexualismo.


No inciso III, pode-se concluir hipoteticamente o fechamento de igrejas, associações de ajuda mútua na questão da saída do homossexualismo, seminários católicos e evangélicos e ONGs que em seu objeto discordem do homossexualismo.


Tal fato se dá em razão de as igreja estarem inseridas dentro do Código Civil brasileiro como pessoas jurídicas de direito privado, embora como entidades religiosas.


Assim não restam dúvidas de que o atual substitutivo apresentado nesse PL 6418/2005 é de conteúdo ameaçador idêntico ao conteúdo do PLC 122/06, embora sem os vícios jurídicos que impossibilitam sua aprovação.


Portanto, todos precisam agir com urgência, pois a sessão plenária será nas próximas 24 horas e, sendo aprovado, estará pronto para aprovação na Comissão de Justiça e depois no plenário da Câmara dos Deputados. Em seguida, o Senado apenas analisará as mudanças, restando a aprovação do Presidente Lula.


Atualmente, os ativistas pró-homossexualismo têm representantes em maioria na Câmara dos Deputados, mas o clamor de toda a população cristã irá mudar a história desta nação.


Divulgue esta mensagem a todos, em especial os parlamentares de sua base eleitoral.


Fonte: www.juliosevero.com.br; www.juliosevero.com

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Paixão pelo inimigo!


O governo do Brasil está apaixonado! Minha saudosa avó, sabiamente dizia: "Quem ama ao feio, bonito lhe parece!" Isto tem se confirmado no campo das relações exteriores, principalmente no trato com a Bolívia. Se não for incompetência é algo muito pior, é conivência. Jogando por terra toda a nossa tradição diplomática, estamos nos colocando de joelhos (isto quando não nos jogamos aos pés) perante nações de pouca expressão, somente para preservar a imagem "socialista" de nossos governantes. A Petrobrás, uma referência mundial na exploração de petróleo em aguas profundas e um modelo de eficiência, está se transformando em uma espécie de "Previdência Social para Socialistas" de todo tipo, dos "pobres" cocaleiros bolivianos aos "necessitados" petistas brasileiros. Como explicar matemáticamente, que 2 bilhões de reais investidos pela Petrobrás em refinarias na Bolívia, se transformaram em míseros 112 milhões de reais, a serem pagos (com muita má vontade)através do fornecimento de gás reajustado unilateralmente pela Bolívia em mais de 80%, após rasgar o contrato anterior. A Bolívia em nenhum momento se importou com os brasileiros, nem nunca irá se importar. Ao mesmo tempo em que se faz de vítima, age de má fé com seus parceiros comerciais. Da mesma forma, a maioria dos países socialistas "amigos" do Brasil, não passam de oportunistas, no que estão totalmente corretos, pois quando aparece alguém de nove dedos, insinuando que tem dinheiro, ostentando riquezas, distribuindo generosos presentes, propagando aos sete ventos que as riquezas (acho que eles se referem às riquzas dos outros, não às deles próprios) devem ser igualmente repartidas com todos, imediatamente se faz devedor moral dos mais pobres, ou menos ricos, que testemunham tal ato. Nossas autoridades em suas "relações exteriores" tem paparicado apaixonadamente personalidades perigosas como Hugo Chaves, Fidel Castro, Evo Morales (argh!), Muamar Kadhafi, Daniel Ortega, Manuel Marulanda (FARC), Mahmud Ahlmadineyad dentre outros, ao mesmo tempo que se comporta como um "menino ingênuo" querendo aventurar-se com "experientes senhoras". Evo Morales já sentiu o gostinho da vitória seguidas vezes, e nós brasileiros estamos sentindo a algum tempo, o amargo gosto do descaso de quem só consegue ouvir elogios e enxergar à sua frente a cor vermelha do socialismo.

domingo, 5 de agosto de 2007

O Brasil na contra-mão do mundo.

É inacreditável como o Brasil tem se esforçado para entrar na contra-mão do mundo, adotando um comportamento auto-destrutivo e que segue a velha cartilha comunista da revolução, que visa a destruição dos valores da sociedade, para formar um novo sistema de valores segundo a sua ótica, a qual considera verdade absoluta. Um governo que diz que a Venezuela encontra-se em um estágio mais avançado de democracia que o nosso país, nos dá um vislumbre do que pretende fazer no futuro próximo. Nosso ministro Celso Amorim se empenha em convencer o Congresso Nacional da importância da entrada da Venezuela no Mercosul, contrariando a regra do Mercosul de somente admitir em seus quadros países democráticos, coisa que a Venezuela não é. Mais do que um projeto econômico, o Mercosul para o atual governo é um projeto político-ideológico, e visa a integração política de países socialistas da América do Sul, atendendo às diretrizes estabelecidas pela organização clandestina chamada de Foro de São Paulo, fundada por Lula e Fidel Castro em 1990, e que possui o apoio de diversos grupos internacionais envolvidos com todo o tipo de crime, inclusive as FARC colombianas. Outro fato que nos distancia dos países civilizados é a falta de interesse do governo em desenvolver a educação da maioria dos brasileiros, que vivem na pobreza, mas sim mantê-los na ignorância, enquanto cria uma dependência ao governo através dos "programas sociais", como o Bolsa Família, o Bolsa Gás e tantas outras "bolsas". Estes programas, loge de distribuirem renda, visam apenas conquistar votos de uma população cada vez mais sem perspectivas de sobreviver sem a ajuda do estado. O Brasil participa com menos de 1% do comércio internacional, justamente por não investir em pesquisa e desenvolvimento tecnológico, e possuir um dos piores sistemas educacionais públicos do mundo. O brasileiro médio desconhece a Filosofia, tem grande dificuldade de interpretação de textos, não se interessa por leitura e se guia apenas pelas aparências externas. Ou seja, é presa fácil para uma ideologia montada astuciosamente na aparência de igualdade social, mas que opera através dos processos dialéticos, da desinformação, da utilização do sistema de educação como propagador de suas falsas idéias. Massas inteiras de pessoas bem intencionadas são levadas a pensar que a igualdade social é obtida através do controle do estado sobre a vida de seus cidadãos. A verdade é que somente através de uma sólida educação, e do cultivo de valores espirituais, o homem alcança um estágio mais avançado de convivência. Estamos sendo levados para o matadouro e não estamos nos apercebendo disto. Não se trata apenas de opção política entre "esquerda" ou "direita", trata-se de uma batalha pela liberdade das gerações futuras, onde podemos decidir no presente, se queremos que nosso filhos e netos vivam em uma outra Cuba, estagnada e alienada do resto do mundo, onde as pessoas que ousam pensar diferente ou apenas viver em outro país são simplesmente presas ou fuziladas.
Por enquanto ainda podemos vaiar nosso presidente.

Vídeos Recomendados

Loading...
Creative Commons License
Blog Wellblog-Observador de Wellington Leal é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Brasil.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://reieterno.blogspot.com.