terça-feira, 29 de dezembro de 2009

O Brasil está sendo loteado, enquanto seus inofensivos cidadãos se comportam como ovelhas indo ao abate.

brasil O que tem ocorrido em nosso país é assustador. Nunca se viu tanta hipocrisia, falta de ética e falta de sentimento patriótico como nos tempos atuais. O partidarismo ideológico está apagando a nossa identidade nacional, enfraquecendo os pilares da democracia, desrespeitando os símbolos nacionais, corrompendo valores morais e fragmentando todo e qualquer sentimento de unidade nacional. Fala-se em direitos dos homossexuais, direitos dos negros, direitos das mulheres, direitos do índios, direitos dos trabalhadores, direitos humanos e de todos os tipos de artifícios jurídicos provenientes de uma agenda globalizada e “politicamente correta”. Não existe o menor interesse em se preservar uma unidade nacional, em apaziguar conflitos e construir uma nação forte e independente. Ao contrário, criam-se divisões, incentivam-se antagonismos, promovem-se lutas, busca-se a polarização,  e onde houver uma pequena rachadura, coloca-se uma grande  cunha. Mas porquê isto está acontecendo?  A grande motivação para isto, é a utópica da criação de um bloco sul americano, por parte de entidades e partidos de esquerda financiados por capital internacional,  nos moldes da antiga  União Soviética. Quanto mais for fragmentada a identidade nacional, quanto mais for incutida uma cultura de valores internacionalistas, quanto mais forem visados os interesse coletivos em detrimentos dos direitos individuais, mais facilmente  a sociedade será controlada pelo estado. Então, se um partido se apossa do governo, e o governo se apossa do estado, dificilmente o caminho democrático que levou o partido ao poder será mantido, antes, será dinamitado para que ele se perpetue. Ao apoderar-se de temas contraditórios com suas próprias práticas totalitaristas, o marxismo demonstra uma insuperável malignidade hipócrita, pois defende ardorosamente as bandeiras dos direitos humanos, do meio ambiente e da democracia. Mas usa de desinformação, revisionismo histórico e mentiras magistralmente elaboradas para se desvincular dos milhões de assassinatos, agressões e mutilações, campos de trabalhos forçados, desastres ambientais, e um totalitarismo truculento.  Uma sociedade em que todos os cidadãos tem seus direitos garantidos e respeitados, não de leis para proteger negros, índios, mulheres, gays, ou seja lá quem for, pois antes de mais nada, são brasileiros, nascidos em um mesmo país, sob uma mesma constituição. O mundo hoje é controlado por um grupo limitado de pessoas muito poderosas e influentes, e estas pessoas manipulam governos e estados inteiros através de um volume imenso de dinheiro. Não existe esta coisa de capitalismo ou comunismo neste alto escalão de poder, tanto os capitalistas quanto os comunistas possuem muito dinheiro, que vem de uma mesma fonte. A polarização leva ao conflito, que leva a intermediação, que leva ao consenso, que leva a onde o dono do dinheiro quer. O mundo é imenso, mas a tecnologia tornou realmente muito mais fácil  para um pequeno grupo, controlar o crédito, a informação e a liberdade. Vejo tolos se engajando em movimentos de “direitos humanos”, “movimentos sociais” e “movimentos ambientais” somente por causa deste rótulos de nobre causa. Não se dão conta de que estão sendo usados como peões de uma guerra muito maior, devendo ser descartados a seu tempo, juntamente com as “causas” que ingenuamente defenderam. O Brasil está sendo tragado pelas drogas, pela ignorância, pela falta de ética e pela imoralidade de seu povo. Sem educação, sem valores morais e sem tradição, nenhum povo sobrevive.

Wellington Leal

domingo, 13 de dezembro de 2009

No mundo atual, a “opinião de leigos” interessados em ganhos econômicos e políticos, vale mais que fatos científicos comprovados.

 

Nunca se deu tanto espaço na mídia mundial a “palpiteiros”, como nos tempos atuais. A lógica é essa: se muita gente acha certo, então está certo, e a ciência que se dane! O Populismo Palpitológico, virou uma espécie de “ciência da inexatidão democrática”, em oposição aos fatos científicos, e o que é pior, passou a   adulterá-los criminosamente, sob a “fazemos isto por uma boa causa”. Esta maquiagem dos dados científicos tem motivações muito menos nobres que a preocupação com o meio ambiente, tão propalada. Trata-se de pura ganância financeira  e disputa de poder político. É evidente que precisamos tratar com a máxima responsabilidade todas as questões ambientais, pois somos altamente dependentes dos recursos naturais. Porém, não devemos permitir que, interesses escusos, maliciosamente se associem  a grupos defensores de legítimas reivindicações ambientais, e disseminem o “terror climático”, como forma de obter influência  global. Através de amplas campanhas de disseminação do terror climático, conseguem cooptar a opinião pública, e obter aprovação de leis que afetarão bilhões de pessoas no mundo inteiro. Nunca foi provado cientificamente que o CO2 tenha promovido qualquer tipo de alteração na temperatura do planeta. Da mesma forma, não há nenhuma prova de que a temperatura da Terra esteja se elevando, e  nem de que as atividades humanas sejam responsáveis pelo aumento ou diminuição da calota polar. Qualquer tentativa de divulgar tais hipóteses como fatos reais, não passa de charlatanismo. O clima é determinados por processos naturais conhecidos, e a própria natureza é a maior emissora de gás carbônico na atmosfera, em uma proporção quase 40 vezes maior do que a quantidade lançada pelo homem. 

Abaixo,  envio um link para download de  um documento científico, elaborado pelo respeitado professor Carlos Alberto Molion, brasileiro, da área de Climatologia, que denuncia o perverso jogo de manipulação, em prol de interesses duvidosos.http://cid-b307626b6693acec.skydrive.live.com/self.aspx/.Public/molion^_desmist[1].pdf

 

Wellington

Wellington 14/12/2009.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Zelaya, vá para o México e fique lá !

Para senadores tucanos, Itamaraty criou relação inédita na diplomacia

Depois de uma longa  estadia, tudo por nossa conta é claro, na embaixada brasileira, e depois da tentativa de ganhar mais 4 anos de governo no grito, o Zé-laya quer se hospedar temporariamente no México, com as regalias de chefe-de-estado. Ajudado pelo seu fiel escudeiro Celso, o amorinha, a estadia no México seria apenas uma “escala” temporária , preparando psicologicamente o contribuinte brasileiro para arcar com os custos da sua vinda definitiva para o Brasil, inclusive a manutenção do status de “Presidente”, com todas as “mordomias”. Já estou até preocupado, pois só de celular este cara gastou uma verdadeira fortuna. Imagine a festa que  será  no Brasil, com futebol, praia, carnaval e mulher bonita. Haja contribuinte !

Wellington  10/12/2009.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Passando o “rolo” na oposição

rolo01 
No vale tudo para se manter no poder, os socialistas do século 21, não se sentem nem um pouco constrangidos em  usar e abusar da máquina pública, com uma promiscuidade nunca vista   “na história defe paif”. É um aparato colossal de recursos e instituições públicas utilizadas para “limpar” a sujeira dos governistas e “jogar no ventilador” a sujeira da oposição, pois ambas estão chafurdadas na mesma lama da corrupção. Tanto o lado dos governantes quanto o lado dos oposicionistas,  foram pegos com dinheiro nas cuecas, nas malas ou em contas secretas. A diferença, é que o “poder”  governamental faz com que convenientemente, algumas ações enojantes tenham muito mais repercussão que outras, da mesma natureza repugnante. Até as manifestações de “movimentos populares” ficam indignados seletivamente contra protagonistas que não pertencem aos quadros esquerdistas. Um exemplo disso, é que muitos que se mostram indignados contra a safadeza praticada por membros cúpula do governo José Arruda, não se indignaram contra a safadeza cometida por membros da cúpula do PT, no caso do mensalão. É uma moral de conveniência ideológica, que coloca os interesse de um partido, acima dos interesses de uma nação inteira. Os bilhões de reais em verbas orçamentárias, os milhares de cargos de confiança, o poder de  dar e tomar concessões públicas, e as centenas de “organizações zumbis”  prontas para encenar o jogo  dialético do “morde e sopra”, fazem com que  não haja adversário a altura para enfrentar um esquema tão maquiavélico como esse. O partido dos guerrilheiros, está a tempos fazendo uma estranha  transfusão no estado brasileiro, drenando por um lado volumosos recursos financeiros, e pelo outro, introduzindo  um exército de militantes nos quadros permanentes da administração pública. O resultado é um estado cada vez mais autoritário, a monopolização partidária, os direitos individuais ridicularizados e um sistema de arrecadação desumano.
Wellington

Vídeos Recomendados

Loading...
Creative Commons License
Blog Wellblog-Observador de Wellington Leal é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Brasil.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://reieterno.blogspot.com.