sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Mensagem de Ano Novo

Desejo a todos um ótimo 2008, cheio de realizações e de novas amizades. Cada indivíduo é um ser único e especial, que traz dentro de si um pouco da grandeza do criador. Porém esta grandeza vai sendo escondida e esquecida pelos desencontros e dificuldades da vida. Vamos perdendo a sensibilidade de enxergar a alma das pessoas, e somos levados a nos guiar apenas pelas aparências externas das pessoas e pelos nossos desejos de consumo. Podemos tentar ser felizes com o que temos, mas também podemos ter a felicidade de buscar aquilo que acreditamos merecer da vida, mas a verdade é que não se pode ser feliz sozinho, nem tampouco a dois. Ser feliz é compartilhar um estado de espírito de harmonia com todos aqueles que nos cercam. As pessoas valem mais que as coisas, o sentimento vale mais que o tempo e o amor mais que o conhecimento. Por isto, respeite, sinta e ame cada momento de sua vida, e saiba que o amor ao próximo abre as portas da eternidade.

Wellblog 28/12/2008.

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Como ficar cego em duas eleições

Depois das 2 ultimas eleições presidenciais, houve um grande fortalecimento dos valores contrários à nossa tradicional civilização Judaico-Cristã, que devido a aplicação de uma ideologia de populismo assistencial, foi gradativamente "cegando" o entendimento da maior parte da população votante, a qual passou a se comportar como uma clientela alienada e dócil. Valores como caráter, honestidade e honradez vão perdendo o sentido, em meio ao crescente mar de lama que tomou conta do cenário político nacional. Ao mesmo tempo que a corrupção possibilita a transferência de dinheiro público para contas bancárias, malas e cuecas dos amigos do "rei", também direciona a patota governista e a oposição-toma-lá-dá-cá para que aprovem leis e implementem "ações positivas" apoiadas por verbas milionárias, que impiedosamente envenenam as base de nossa sociedade, as quais são: a família, a escola e a igreja.

Fico observando as mudanças nos costumes e nos comportamentos que a sociedade apresenta, e percebo que estas mudanças não se devem apenas à nossa "evolução" tecnológica ou "educacional". Elas são muito mais consequências de um processo de engenharia social desencadeado pelas doutrinas marxistas e pelos métodos gramscianos de sua aplicação, que visam insistentemente modificar os princípios que regem as estruturas familiares, e que infelizmente tem obtido sucesso no sentido de desagregar e enfraquecer o tradicional ambiente familiar.
Senão vejamos:
I- O feminismos atacou a posição de liderança do homem como o "chefe" da família e estimulou a competição e a igualdade com base sexual, de forma totalmente errônea, pois deveria ter focado na base de uma maior valorização da pessoa humana;
II- A entrada da mulher no mercado de trabalho, embora seja justa e bem vinda, acabou por aumentar muito a oferta de "mão de obra", derrubando as remunerações dos trabalhadores, além de reduzir muito o tempo que era dedicação aos filhos, pois hoje em dia, para conseguir manter uma família pequena, tanto o pai quanto a mãe praticamente são obrigados à trabalhar fora.
III- A reduzida atenção para com a educação dos filhos, devido ao ritmo alucinante da vida moderna, leva a necessidade de "terceirizar a educação famíliar básica", que passa a ser substituída por parentes, creches, babás ou simplesmente por uma simples televisão, que muitas vezes, é a única "companhia" de milhares de crianças semi-abandonadas.
IV- A cultura tradicional da família passa a ter cada vez menos influência sobre as novas gerações, que vão crescendo doutrinadas pela "cultura de massa", disseminada pela televisão e pelos demais meios de comunicação, bem como pelas escolas, que com retóricas "progressistas" incentivam uma revolução contra os valores "antigos e conservadores" de uma "sociedade injusta", ao mesmo tempo que apóiam e incentivam de "novos" e "modernos" valores, que supostamente servirão de base para a construção de uma "sociedade melhor"no futuro.
V- A cultura da "igualdade dos gêneros", torna menos importante o aspecto humanitário, apesar de propalar exatamente o contrário, e enfatiza fortemente a prática sexual, fazendo com que este aspecto da vida humana seja cada vez menos pessoal e privado e mais coletivo e público.
VI- O foco no sexo, faz com que o ser humano seja visto apenas como uma consequência de um ato maior, o ato sexual, que passa a não mais depender do gênero para ocorrer, mas apenas da vontade de obter prazer. Esta desvalorização da vida humana e a super valorização do prazer sexual, torna o aborto um fato de menor importância, sendo cada vez mais aceito e praticado.
VII- A visão hedonística amplamente propagada, leva a sociedade a uma busca incessante pelo prazer, que vai sendo financiado pelo modo de vida materialista e ateísta, e que motiva e incentiva o indivíduo a combater e a repelir tudo aquilo que tente lhe fazer refletir sobre as consequências catastróficas desta ideologia destrutiva.

Todo princípio bíblico tem um reflexo na dimensão espiritual, favorecendo ou impedindo a atuação de forças antagônicas. Logo, a observação e a divulgação destes princípios bíblicos são os reais motivos pelos quais o Cristianismo tem sido sistemáticamete atacado, quer seja com estratégias dissimuladas de infiltração de agentes que visam corromper as doutrinas cristãs, ou através de ataques frontais como campanhas de difamação e perseguições. Esta tendência aumentará, à medida que o sistema globalizante se amplia e procura sedimentar a idéia de que o homem é apenas mais uma simples criatura que cumpre a missão natural de nascer, reproduzir (ou apenas copular) e morrer, procurando afastar cada vez mais, todo tipo de consciência espiritual relacionada aos ensinamentos bíblicos. Qualquer conexão com a realidade espiritual revelada na bíblia representa um grande perigo para a continuidade deste plano de domínio global, pois desmascara as verdadeiras intenções e a verdadeira face de seu maligno arquiteto. Esta é a verdadeira dimensão da batalha que está sendo travada, conforme nos fala o Apóstolo Paulo:

"porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes".
(Ef 6:12)


Jesus é a nossa força!

Wellblog 19/12/2007

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

74% dos brasileiros entre 15 e 64 anos não entendem textos longos !

Reprodução de uma notícia que não me surpreendeu, pois até nas faculdades, temos uma imensa legião de pessoas com uma baixa capacidade cognitiva, infelizmente.
Wellblog 12/12/2007.




Noticia do Blue Bus
Marinho | Só 26% dos brs entre 15 e 64 entendem 1 texto longo 11:08 Eu adoro livros, livrarias e bibliotecas. No colégio, era um dos poucos frequentadores assíduos daquela sala ampla, cheia de livros e perfumada pelos odores do papel e das capas, onde eu encontrava refúgio em histórias fantásticas. Talvez por isso eu desconfie tanto das pessoas que nao lêem livros, jornais, revistas ou o Blue Bus ;- ). 10/12 Luiz Alberto Marinho

Porém, infelizmente, em nosso país os livros sao caros, há poucas livrarias e muitos municípios nem bibliotecas têm. Para piorar ainda mais a situaçao, só 26% dos brasileiros entre 15 e 64 anos encontram-se no nível pleno de alfabetizaçao, ou seja, tem hoje condiçao de ler e compreender integralmente um texto longo. Esse dado é de uma pesquisa feita em 2005 pelo Instituto Paulo Montenegro, mantido pelo Ibope, que revela ainda que 7% da nossa populaçao é analfabeta, 30% dos brasileiros estao no nível de alfabetizaçao rudimentar, conseguindo apenas ler títulos ou frases e localizar uma informaçao bem explícita e 38% alcançaram o nível básico, traduzido pela capacidade de ler textos curtos que exijam pequena inferência. 10/12 Luiz Alberto Marinho

Uma das descobertas mais interessantes desse trabalho diz respeito a relaçao estabelecida entre a leitura de livros e a queda no índice de analfabetismo funcional - a capacidade de compreensao do conteúdo lido. Levantamento feito em SP com 800 presidiários mostrou que a qualidade da leitura entre eles é melhor do que a média nacional, consequência do maior consumo de livros, revistas e jornais. Uma das possíveis conclusoes dessa pesquisa é que o aumento da leitura de livros no país conduziria a uma elevaçao no percentual de pessoas com plena compreensao dos textos. Entretanto, dados de 2001 da Câmara Brasileira do Livro davam conta de que o brasileiro lê apenas 1,8 livros por ano, enquanto o francês devora em média 7 volumes no mesmo período. 10/12 Luiz Alberto Marinho

Como todos sabem, há carência no país de trabalhadores qualificados. Ao mesmo tempo, estudos comprovam que o salário médio dos trabalhadores mais capacitados é significativamente maior do que a média. A conclusao é óbvia - um país com mais leitores seria um país mais desenvolvido, mais rico, composto por famílias com maior renda e, por conseguinte, com maior potencial de consumo. Por isso, eu sugiro - no próximo fim de semana faça uma limpa na sua casa, pegue todos os livros que você guarda e nao vai reler nunca mais e entregue a uma biblioteca pública ou a uma entidade que coordene programas de popularizaçao da leitura. O país vai ficar melhor - e a sua consciência também. Todas do Marinho no Blue Bus, escolha uma entre as opcoes na lista aqui. 10/12 Luiz Alberto Marinho

fonte: http://www.bluebus.com.br/show.php?p=1&id=80925

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Politicamente mediocre

O “politicamente correto” deixou de ser apenas uma visão inclusivista, que visava expandir o conceito de globalização, e passou a ser uma espécie base legal para a construção da “Nova Ordem Mundial”. Esta “base legal” normalmente não necessita estar alinhada com os “princípios científicos”, pois seu interesse maior sempre será nivelar todos pelo “senso comum”, e criar uma cultura básica e superficial, capaz de abranger o maior número possível de populações por todo o planeta, de forma a estabelecer valores universais que facilitem a implantação de um governo global.

“as idéias foram feitas para os homens, mas as palavras, para os poetas.”

Wellblog 23/10/2007.

sábado, 8 de dezembro de 2007

Qualquer semelhança não é mera coincidência ...

"quando uma sociedade em que os homens e as mulheres estão moralmente a deriva, ignorantes das normas, e movidos primariamente pela satisfação dos apetites, será uma má sociedade — não importando quantas pessoas votem ou quão liberal seja sua constituição."
Russel Kirk - The Conservative Mind

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Uma questão de "raça"

As chamadas "Ações Afirmativas" não levam em consideração o contexto em que estão inseridas, pois possuem uma visão global que anula a personalidade, a identidade e a nacionalidade dos indivíduos, sendo por isto mesmo, fortemente utilizadas pelas correntes de tendências “socializantes”, que desta forma pretendem enfatizar os interesses "coletivos". Entre estas “Ações Afirmativas”, destacam-se aquelas que visam a valorização do aspecto "raça" como fator motivador de compensação social, quando na verdade deveriam torná-lo transparente. A utilização da "raça" como um filtro, quer seja para beneficiar ou para prejudicar determinado grupo, independentemente da situação sócio-econômica de cada indivíduo, por si só já cria um quadro de injustiça social, ao mesmo tempo em que propicia o surgimento de um tenebroso cenário de competição racial.

Wellblog 06/12/2007.


"Por quê não te calas (outra vez) ?"

O bufão venezuelano Hugo Chavez, não se conteve por mais de três dias, e voltou a demonstrar que não está nem aí para a democracia ou para o seu amado "povo". Ridicularizou o resultado do plebiscito que ele mesmo criou, e ameça com uma nova tentativa de golpe constitucional. E pensar que no Brasil, temos criaturas que se desmancham de amor por este tipo de ditadorzinho megalomaníaco.

Somente um louco insano pode ser favorável a um sujeito que diz que vai cortar o fornecimento de petróleo para o exterior caso não façam a sua vontade, apóia a política nuclear e anti-semita do Irã, quer transformar seu país em uma imitação de Cuba (e se diz democrata), gasta milhões em armamentos de ataque, se intromete e afronta a política interna de países vizinhos, fecha os olhos ao crescente volume de drogas exportadas à partir de seu país, quer a integração total da América do Sul, ou seja, a extinção dos países e de sua cultura, com a conseqüente sujeição a um estado totalitário. O pior é que ele já é praticamente membro do MERCOSUL.

Wellblog 06/12/2007.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Ditado Chinês

"Ditado Chinês: 'Se dois homens vêm andando por uma estrada, cada um carregando um pão e, ao se encontrarem, eles trocarem os pães, cada homem irá embora com um... Porém, se dois homens vêm andando por uma estrada, cada um carregando uma idéia e, ao se encontrarem, eles trocarem as idéias, cada homem irá embora com duas...'

Sempre que possível, troque idéias; elas esclarecem, acrescentam, ajudam, evoluem... Ainda que você não precise hoje, mas servirão para o outro dia."

Wellblog 05/12/2007.

domingo, 2 de dezembro de 2007

BRASIL COM SODOMIA


Ser cidadão não é o suficiente. O governo quer criar uma nova categoria de "cidadãos", com o apoio e incentivo de verbas públicas, para a promoção da "cidadania gay", que nada mais é do que a elevação de uma classe de pessoas sobre as demais. São os "cidadãos pró-sodomia", que conquistaram a ampliação dos seus direitos simplesmente por que estão praticando e promovendo a "sodomia igualitária" entre "cidadãos" do mesmo sexo.

CHEGA DE EUFEMISMOS!

ESTÃO NOS EMPURRANDO GOELA ABAIXO UM COMPORTAMENTO CONTRÁRIO À NATUREZA E CONTRÁRIO AOS PRINCÍPIOS CRISTÃOS, E NÃO ESTAMOS FAZENDO ABSOLUTAMENTE NADA PARA DEMONSTRAR NOSSA INSATISFAÇÃO.

ESTAMOS NOS TRANSFORMANDO NA CAPITAL MUNDIAL DA CORRUPÇÃO, DA VIOLÊNCIA, DO ABORTO, DA PEDOFILIA E DO TURISMO SEXUAL. NOSSOS POLÍTICOS NOS TRAEM, ENQUANTO A SOCIEDADE ESTÁ DIVIDIDA ENTRE INTELECTUAIS CONIVENTES, INTELECTUAIS COVARDES E UMA IMENSA MAIORIA QUE NEM FAZ IDÉIA DO QUE ESTÁ ACONTECENDO. O CENÁRIO ESTÁ CRITICO, E A LIBERDADE AOS POUCOS VAI SENDO MINADA. NÃO PODEMOS DEIXAR QUE O BRASIL SE TRANSFORME NO PARAÍSO DA FOICE E DO MARTELO.

VEJA O DECRETO PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO EM 28/11/2007.

++++++++++++++++++

Presidência da RepúblicaCasa CivilSubchefia para Assuntos Jurídicos
DECRETO DE 28 DE NOVEMBRO DE 2007.

Convoca a I Conferência Nacional de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais, e dá outras providências.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea "a", da Constituição,

DECRETA:
Art. 1o Fica convocada a I Conferência Nacional de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais, que será realizada no período de 9 a 11 de maio de 2008, sob os auspícios da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, com os objetivos de:
I - propor as diretrizes para a implementação de políticas públicas e o plano nacional de promoção da cidadania e direitos humanos de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais - GLBT; e
II - avaliar e propor estratégias para fortalecer o Programa Brasil Sem Homofobia.
Art. 2o A I Conferência Nacional será presidida pelo Secretário Especial dos Direitos Humanos e desenvolverá seus trabalhos em torno da seguinte temática: "Direitos Humanos e Políticas Públicas: O caminho para garantir a cidadania de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais".
Art. 3o A I Conferência Nacional terá a participação de delegados representantes da sociedade civil, a serem eleitos em conferências estaduais, e de delegados representantes do poder público, na proporção de sessenta e quarenta por cento, respectivamente.
Art. 4 o A Secretaria Especial dos Direitos Humanos constituirá, mediante portaria, a comissão organizadora da I Conferência Nacional, com vistas à elaboração do regimento interno e de orientação para as conferências estaduais, assim como ao acompanhamento da organização daquele encontro.
Art. 5o Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 28 de novembro de 2007; 186o da Independência e 119o da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Dilma Rousseff

Mais um frase do grande pensador Russel Kirk


“PROBLEMAS POLÍTICOS E SOCIAIS SÃO, NO FUNDO, PROBLEMAS RELIGIOSOS E MORAIS”.
Russell Kirk, 1950

sábado, 1 de dezembro de 2007

Ruy Barbosa, já alertava sobre o perigo do Comunismo !

“O Comunismo não é a fraternidade: é a invasão do ódio entre as classes. Não é a reconciliação dos homens: é a sua exterminação mútua. Não arvora a bandeira do Evangelho: bane Deus das almas e das reivindicações populares. Não dá tréguas à ordem. Não conhece a liberdade cristã. Dissolveria a sociedade. Extinguiria a religião. Desumanaria a humanidade. Everteria, subverteria, inverteria a obra do Criador” (Rui Barbosa - Pronunciamento na Associação Comercial do Rio de Janeiro, em 8 de março de 1919)
Infelizmente, nos dias atuais, poucos são os brasileiros com capacidade intelectual para compreender a reais intenções e as nefastas consequências das mentiras e dos disfarces do comunismo.
Wellblog 01/11/2007.

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Dá-lhe Uribe !

Gostei de ver o presidente da Colômbia mostrar que possui testosterona suficiente para peitar o bufão venezuelano. A indignação de Chavez se explica pelo fato dele já ter ensaiado todos os atos de seu "teatrinho" de marionetes.
Esta mudança de planos, fez com que ele perdesse uma ótima chance de capitalizar os votos dos venezuelanos e ter mais facilidade para aprovar seu "pacote de maldades constitucionais".
Wellblog 29/11/2007.

Carga pesada !

Os braslileiros tem suportado muita coisa sem reclamar, tenho certaza de a sua maioria não concorda com a mudança de comportamento forçada através de leis arquitetadas pelo atual governo. Somos um país de cristã, com uma boa (maior) parte da população católica além de um grande número de evangélicos. Apesar disto, estamos sendo obrigados a aceitar aceitar comportamentos contrários às nossas crenças:
- Aborto indiscriminado;
- Sacralização das práticas homossexuais;
- Enfraquecimento dos laços familiáres;
- Desvalorização do casamento;
- Orgias sexuais;
- Ateísmo e ocultismo;
- Descompromisso com a ética;
- Falta de liberdade religiosa;
- Fomento à lutas raciais;
- Desmoralização dos poderes constituidos;
- Escravidão tributária.

> Até quando aceitaremos calados que nos empurrem valores estranhos à nossa cultura?
> Até quando veremos o poder da sociedade ser minado através de sua divisão em grupos antagõnicos?
> Até quando daremos mais inportância às questões do futebol e do carnaval, nos omitindo das questões políticas ?

Que tipo de político queremos que decida o futuro de nossos filhos e netos?

REAJA!
PROTESTE!
MOSTRE A SUA INDIGNAÇÃO!
NÃO DEIXE QUE TIREM DE VOCÊ O DIREITO DE DISCORDAR!

Wellblog 29/11/2007.

domingo, 25 de novembro de 2007

LEITURA RECOMENDADA


O Diogo Mainardi está bombando neste livro !

Pensamentos ...




Uma boa frase para retratar a realidade


Estão no poder, mas não podem tudo !

Estamos assistindo a escalada social de um grupo de militantes ideológicos, que chegou ao poder graças ao miserável estado educacional e moral em foi lançada a maioria dos brasileiros. Este grupo continua apostando na ignorância e no desconhecimento histórico, para que, utilizando-se da democracia, consiga destruir a própria democracia. É inacreditável a capacidade de mentir, manipular e torcer o sentido das coisas que este grupo desenvolveu. A cada dia que passa, seus partidários vão se sentindo cada vez mais seguros e protegidos, a ponto de buscarem perseguir os que no passado foram causadores de sua vergonhosa derrota, ficando à vontade para revelar suas verdadeiras intenções totalitárias e contrárias o interesse nacional, criando com todo o zelo, uma espécie de "dogma sagrado" sobre a sua "revolução". Tenho percebido uma completa inversão de valores promovida à custa de muito dinheiro, por estes idealistas sociológicos, que na verdade visam o esfacelamento e o enfraquecimento dos diversos segmentos sociais, através da inoculação do sentimentos de revolta e ódio, das lutas de classes, da liberação das drogas, do incentivo às práticas homossexuais, da liberação do aborto como meio anticoncepcional, da corrupção governamental levada ao extremo, da compra de votos institucionalizada, da pregação ideológica nas escolas públicas, do desprezo pelas verdades históricas e pela convivência amistosa com grupos terroristas de outros países.

Todos estas questões são bem reais, porém "nefte paif" as pessoas estão mais interessadas na copa de 2014, na novela das oito e no carnaval.


A opinião pública é formada pela nova "nata da intelectualidade social", formada por "artistas" de tv, jogadores de futebol,professores universitários militantes de partidos políticos, jornalistas ex guerrilheiros, meios de comunicação que sobrevivem das verbas governamentais.


Sabemos que esta gang não está disposta a permitir a renovação do poder, pois está promovendo uma infiltração de seus militantes nos quadros governamentais de uma formsa nunca vista antes. Da mesma forma, coopta políticos corruptos por meio de dossiês e vultuosoas quantias, ao mesmo tempo em que compra a fidelidade dos eleitores com todo tipo de esmolas.


Precisamos mostrar que estamos atentos aos interesses nacionais e a manuternção de um estado democrático, e apesar de termos perdido algumas batalhas, certamente ganharemos esta guerra.
Wellblog 25/11/2007.

sábado, 24 de novembro de 2007

Compreendendo a Nova Ordem Mundial

Por acreditar que o texto abaixo vem de encontro a tudo o que tem sido dito neste site, estou reproduzindo com as devidas fontes, o texto que considero um importante guia para compreender os motivos que levam o mundo a seguir na direção do controle total das populações, sob uma mentira chamada socialismo/comunismo.
http://www.espada.eti.br/guia-nom.asp

Guia do Estudante Esperto Para Compreender a Nova Ordem Internacional
Autora: Erica Carle - setembro de 2005
O Que É a Nova Ordem Mundial?

A essência da Nova Ordem Mundial (NOM) ou sistema de gestão internacional, é o gerenciamento por engenheiros sociais, em vez de um governo baseado numa Constituição escrita. Como você é afetado por esse sistema administrativo depende do que esses engenheiros sociais decidirem que o sistema deva fazer ou requerer de você. Os engenheiros sociais e os gestores de sistemas consideram-se cientistas que aplicam o método científico de controle comportamental de grupo. O seu comportamento e seus relacionamentos são considerados como objeto de investigação e de controle por aqueles que chamam a si mesmos de cientistas sociais. Você está entre suas cobaias de laboratório, e não tem nenhuma autoridade de decisão e, muitas vezes, nenhum conhecimento dos experimentos que envolvem a sua pessoa. Se a Nova Ordem Mundial for totalmente implementada, a independência, individualidade e liberdade que você ainda tem hoje irão desaparecer.
Não há nada de novo na idéia de gerenciar os outros, ou até mesmo de controlar o mundo. Essa tem sido a meta dos filósofos sociais há milhares de anos. No entanto, não precisamos voltar à história da antigüidade. Nossa maior preocupação é com o que está acontecendo em nossas próprias gerações. Isso pode ser bem entendido se nos delimitarmos aos séculos XIX e XX.


Objetivos da Nova Ordem Mundial
Para começarmos a entender a Nova Ordem Mundial (NOM) você precisa esquecer o que lhe foi dito sobre as diferenças filosóficas entre os Republicanos e Democratas, esquerda e direita, socialistas e libertários, capital e trabalho, revolucionários e conservadores, brancos e negros, etc. Os planejadores da Nova Ordem Mundial sabem que devem usar, influenciar, e prover para que todos esses grupos alcancem os objetivos perseguidos, que são:
Consolidar tudo;
Comercializar tudo;
Classificar tudo;
Reivindicar tudo;
Controlar tudo.


Se esses objetivos forem totalmente implementados, a liberdade de expressão, de personalidade, de metas e decisões pessoais, de responsabilidade individual, propriedade privada, empresa privada, moralidade, governos constitucionais, soberania nacional e liberdade religiosa não serão mais tolerados. Todas as pessoas, de todas as nações, estarão sujeitas ao sistema de gerenciamento da NOM. Para citar o matemático e filósofo francês Auguste Comte (1798-1856), um dos mais importantes planejadores do sistema mundial de gerenciamento:
"O objetivo mais importante desse Estado regenerado é a substituição dos Direitos por Deveres; subordinando assim as considerações pessoais pelas sociais. A palavra Direito deve ser excluída da linguagem política, assim como a palavra Causa da linguagem filosófica." (tradução nossa) [1]
"A única vida real é a vida coletiva da raça; a vida individual não tem existência, exceto como uma abstração." (tradução nossa) [2]
Ele também escreveu: "Quando o sistema estiver totalmente regulado, o efeito será assegurar uma maior unicidade, ao diminuir a influência do caráter pessoal." (tradução nossa) [3] Isso significa que para os planejadores do sistema mundial de gerenciamento da NOM, você, como indivíduo, é considerado sem caráter ou personalidade. Sua vida pessoal e seus objetivos individuais não são relevantes para eles, a não ser que esses objetivos estejam em conformidade com as metas sociais, econômicas e religiosas da Nova Ordem Mundial.


As Escolas Públicas e a Nova Ordem Mundial
Para demonstrar como os objetivos sociológicos, econômicos e religiosos da NOM estão sendo implementados, podemos olhar primeiro para as Escolas Públicas. A maioria dos estudantes e seus pais pensam que o propósito da escola pública seja o de ensinar informações essenciais e relevantes, além de habilidades vocacionais e recreativas, comportamento responsável e cortês e a apreciação pela nossa história nacional e pela Constituição. Após sua educação formal ter terminado, seus pais esperam que você responda por si mesmo moral e materialmente e cuide do seu próprio bem-estar social, além do cuidado moral, material e social dos filhos que você venha a ter, até que eles mesmos possam reivindicar essa mesma emancipação para si mesmos.
Por um momento, as metas daqueles que planejavam o currículo escolar nos municípios pareciam se identificar com os desejos da família e com as necessidades dos estudantes. Agora, no entanto, aqueles sociólogos que têm o poder de afetar as políticas nas escolas públicas não se preocupam com o que você precisa, ou com o que seus pais querem para você, ou com o respeito e apoio à Constituição do país. Os principais objetivos deles são CONSOLIDAR políticas, COMERCIALIZAR a instrução, CLASSIFICAR os indivíduos, REIVINDICAR jurisdição, estabelecer o CONTROLE e treinar você para se encaixar obedientemente no sistema deles de gestão mundial, sem hesitação ou protesto. Em 1928, o sociólogo Ross L. Finney escreveu:
"Um Novo Mundo está emergindo em que as estruturas sociais terão um formato diferente, os recursos sociais terão um calibre e uma abrangência diferentes de quaisquer outros registrados na história. É um Novo Pacto - de fato, um jogo diferente com novas cartas; e nós, que estamos vivos, somos privilegiados para testemunhar seu nascimento, por mais que muitos possam estar cegos para suas implicações a nós mesmos e à nossa prosperidade. E, para uma Nova Era, uma Nova Escola! (tradução nossa) [4]


O Conselho Nacional Para os Estudos Sociais
Uma organização chamada Conselho Nacional Para os Estudos Sociais (NCSS, de Nacional Council for the Social Studies), que surgiu a partir da Associação Nacional da Educação (NEA, de National Education Association) e promotora da Nova ordem Mundial, REIVINDICOU o poder de determinar o que você deve ou não aprender em geografia, história, governo, economia, psicologia, religião, política internacional, etc. Essas matérias foram CONSOLIDADAS muitas décadas atrás por sociólogos para que elas pudessem ser apresentadas conjuntamente sob uma agenda chamada Estudos Sociais. Esses líderes da NCSS agora decidem o que deve ser ensinado, como deve ser ensinado e como será decidida a sua aprovação.
Além do Conselho Nacional dos Estudos Sociais, os diversos Estados têm conselhos estaduais para estudos sociais. Por meio dos esforços dos conselhos estaduais - geralmente com a ajuda da Comissão de Educação dos Estados - projetos de lei são apresentados para definirem o padrão curricular da NCSS como exigência legal. Depois que essas definições são aprovadas em seu Estado, sua junta de educação local, os professores locais e seus pais terão pouco poder de opinar sobre o que deve ser aprendido nessas matérias. Se você, sua escola ou sua comunidade têm padrões diferentes e não se conformarem ao padrão requerido pela NCSS para a Nova Ordem Mundial, suas escolas poderão ser fechadas ou sua comunidade punida com a retenção de verbas federais, estaduais, ou das fundações privadas.


Agrupando as Pessoas Para Poder Controlá-las
É interessante investigar como essa conquista foi implementada. Como tudo que está ligado à nova Ordem Mundial, o CONTROLE é obtido por meio dos grupos de influência, mais particularmente dos líderes. A razão é que as pessoas que estão envolvidas emocionalmente com os grupos submetem-se à liderança. Elas também tendem a sentir uma fidelidade de CLASSE. Por exemplo, quando as autoridades eleitas se CONSOLIDAM em grupos para se encontrarem com autoridades de outras áreas, elas freqüentemente se deixam levar pela oratória e pelo espírito de camaradagem. No entanto, elas podem não entender completamente as implicações das idéias que são promovidas por oradores cuidadosamente selecionados e promovidas pelos facilitadores; as autoridades são manipuladas para sentirem-se na obrigação de apoiar o que o grupo apóia. Ao entregar sua lealdade a esses grupos secundários, as autoridades eleitas freqüentemente traem o principal juramento de lealdade para com você e os cidadãos dos estados, cidades e países a quem supostamente deveriam servir. O CONTROLE das autoridades do governo, educadores, congressistas, legisladores, homens de negócios, vereadores, juntas escolares, etc., por meio das organizações é parte do plano da NOM para a substituição da Constituição por tal sistema.
Por meio da CONSOLIDAÇÃO de organizações "cortinas de fumaça" nacionais ou internacionais, uma pessoa ou um pequeno grupo de pessoas podem tomar decisões e definir metas para centenas de milhares, até mesmo para milhões de pessoas. Eles podem definir os objetivos para você caso você não reclame. Lembre-se sempre que quem define os objetivos, ou apresenta a você aquilo que eles chamam de visão, missão, ou propósito, CONTROLA o seu comportamento. É melhor que você entenda completamente todos esses compromissos que lhe são propostos.


Definindo Metas e a Gerência Política
Definir os objetivos e propor visões e missões para grupos de pessoas é uma das preocupações favoritas dos filósofos e gestores sociais da Nova Ordem Mundial. Na educação, a definição de metas e visões serve para CONSOLIDAR políticas para que o currículo da NOM e da NCSS possa ser estabelecido nas escolas de todo o país. Quando você ouvir alguém usar a frase: "Devemos..." ou variações disto, como: "Precisamos...", "É essencial que façamos...", etc. sem adicionar a sentença "se quisermos..." , existe uma grande chance de que essa pessoa esteja tentando convencê-lo a deixar a idéia de pesquisa e pensamento independentes para apoiar qualquer objetivo ou programa que ela estiver promovendo.
É uma pena que poucos de nossos congressistas, deputados estaduais e vereadores estejam alertas o suficiente para detectarem o gerenciamento comportamental e o CONTROLE que foram direcionados a eles. Muitos deles foram enganados, lisonjeados, coagidos, subornados ou chantageados a entregarem suas legítimas autoridades para os tomadores de decisões da Nova Ordem Mundial. Isso, também, foi algo planejado. Em 1906, o sociólogo Lester Ward explicou como a legislação da Nova Ordem Mundial poderia ser implantada.
"Não se deve supor que essa legislação possa ser conduzida de maneira extensiva nas sessões abertas dos corpos legislativos. Esses, sem dúvida, precisam ser preservados, e cada nova lei deve ser finalmente adotada pelo voto de tais corpos, mas cada vez mais se tornará meramente uma maneira formal de colocar a sanção final da sociedade nas decisões que foram cuidadosamente elaboradas naquilo que pode ser denominado de laboratório sociológico. (tradução nossa) [5]


Goals 2000 - Controle é o Objetivo
A maioria dos governadores dos Estados Unidos é membro do National Governors' Association. Eles têm encontros nacionais para CONSOLIDAR suas decisões políticas. Em 1990, uma política foi definida para promover a adoção de metas educacionais nacionais. A administração republicana de Bush endossou a idéia em 1989. As corporações multinacionais e a Câmara do Comércio dos Estados Unidos também apoiaram. Depois, em 1994, o Congresso (democratas e republicanos) aprovou e autorizou o financiamento para a legislação Goals 2000: Educate America Act.
Originalmente, os Estudos Sociais não estavam incluídos, mas a NCSS achou que eles deveriam ser anexados à agenda nacional. Os líderes do NCSS nomearam um grupo de trabalho para desenvolver padrões curriculares CONSOLIDADOS. Esses padrões foram posteriormente adotados na maioria dos Estados como parte do Goals 2000: Educate América Act. Oito objetivos foram escolhidos e publicados. Os oitos objetivos educacionais do Goals 2000 não eram a parte importante dessa operação. Qualquer meta que soasse boa, juntamente com a promessa de liberação de verbas, poderia ter incitado os governadores e legisladores estaduais a aprovarem a legislação de autorização em seus estados. As verdadeiras metas do Goals 2000 são CONSOLIDAR a liderança sobre todos os estados; receber a CONCESSÃO de jurisdição sobre o currículo para CONTROLAR o que você e outros estudantes devem aprender; e eventualmente COMERCIALIZAR e CONTROLAR todos os recursos educacionais por meio das escolas licenciadas (Charter Schools) e tíquetes culturais.
Não foi nenhuma surpresa ver que as oito metas publicadas não foram alcançadas até o ano 2000. Isso quer dizer que o estabelecimentos de metas CONSOLIDADAS e a implantação da visão serão interrompidos? Muito pelo contrário! Para aqueles que estabelecem as metas, isso apenas significa que o Goals 2000 deve ser renomeado para "Metas de Educação para a América" e deve ser estendido para além do ano 2000 sem a especificação de um prazo de cumprimento. Mesmo quando o fracasso é obvio e as promessas não são cumpridas, o CONTROLE, uma vez tomado, nunca mais é devolvido pelos promotores regionais da NOM e do governo da Organização das Nações Unidas.


Os Fracassos das Escolas Públicas
Nas décadas recentes, a educação pública tornou-se alvo de uma grande carga de críticas. Como as escolas e os currículos sofreram a interferência daqueles que promovem a NOM com seu sistema de gestão mundial, os estudantes não estavam aprendendo o que seus pais, seus potenciais empregadores e eles mesmos sabiam que deveriam aprender. Habilidades em leitura, em ciências naturais, inglês, matemática e línguas estrangeiras estavam tristemente faltando em muitas escolas do ensino médio e até mesmo em formandos universitários. Todos os tipos de desculpas foram usados como:
O problema está nos pais, que não se interessam pela escolarização dos filhos.
O problema está em você e nos outros alunos porque vocês não estudam o suficiente ou se interessam pelo aprendizado.
As escolas não estão utilizando o sistema de ensino correto. Precisamos experimentar novos sistemas.
O problema é a falta de investimentos na educação. Se as escolas recebessem mais dinheiro, produziriam melhores resultados.
O problema é a segregação, precisamos integrá-las.
As classes estão superlotadas, precisamos de mais professores.
As escolas públicas devem ter competições apoiadas pelo sistema de arrecadação de impostos. Precisamos de escolas especiais e de bolsas de estudos.
E assim tem sido por décadas.


Os Inimigos do Aprendizado
Poucos dos criadores de desculpas revelaram a possibilidade de você não estar sendo ensinado corretamente por que o sistema de gestão da NOM não quer que você saiba muito. Em seu livro A Sociological Philosophy of Education (Uma Filosofia Sociológica da Educação), publicado em 1928 pela McMillan Company, Ross L. Finney, professor assistente de Sociologia Educacional na Universidade de Minnesota, escreveu o seguinte sobre o que deve ou não ser oferecido aos alunos:
"... uma maior ênfase deve ser dada no currículo às novas ciências humanas e às belas artes, especialmente a primeira, e correspondentemente, menos tempo e energia devem ser gastos em matemática, na língua formal e nos idiomas estrangeiros ... " (tradução nossa) [5]
"O que obviamente precisamos é de uma ciência da sociedade. Desde o tempo de Auguste Comte essa tem sido a aspiração da educação moderna. Em vez de cometer erros ao longo de uma crise até a próxima, a ciência deve dar à sociedade importância teleológica, e reduzir os fenômenos sociais para CONTROLÁ-LOS, como foi feito no mundo natural... [ênfase adicionada] (tradução nossa) [7]
"Para que a liderança dos inteligentes seja algum dia conseguida, a obediência dos estúpidos e ignorantes deve ser assegurada de alguma forma. A obediência, assim como a liderança, é o problema crucial da crise atual..." (tradução nossa) [8]
"Portanto, a segurança da democracia não deve ser buscada na independência intelectual das massas medíocres, mas em sua dependência intelectual. Não no que eles pensam, mas no que eles acham que pensam..." (tradução nossa) [9]
"O problema da democracia é qual subgrupo especializado deve funcionar como o córtex cerebral. Isso dependerá do sucesso de quem conseguir adestrar epigramas dentro das memórias das massas medíocres. Se os cientistas e os educadores deixarem de fazê-lo, então os enganadores egoístas e exploradores o farão. Mas pensar por si mesmas, essas massas medíocres nunca poderão." (tradução nossa) [10]
Aqueles de nós que não concordam com sociólogos como Ross L. Finney são CLASSIFICADOS como enganadores egoístas, exploradores, ou membros das massas medíocres. Os usurpadores da NOM não sentem nada por nós ou por nossa necessidade de aprendizado, a não ser desprezo. Muitos pais, professores, administradores, legisladores e governadores, etc., foram dominados pela agenda da NOM. Existe pouca chance de seu Estado e escola serem independentes do sistema gerencial da NOM. Por isso, é importante que você comece a reconhecer os inimigos do aprendizado até mesmo quando eles possuem educação superior, diplomas avançados, apoio das universidades, dos governos e das fundações e também toda a publicidade pré-planejada que precisam para impressionar aqueles que eles consideram enganadores egoístas, exploradores, ou massas medíocres.


A Declaração de Metas para as Escolas
Você deve entender que aqueles que pretendem tomar o CONTROLE de sua educação para limitar o acesso ao conhecimento não estão fazendo isso por que o amam ou o respeitam, mas sim por que querem REIVINDICAR e ter o CONTROLE sobre você. Quanto mais você souber sobre história, geografia, matemática, inglês, ciências, etc., mais poder terá para se defender contra a falsidade, o engano e a dominação.
Ao estabelecer metas, missões e visões, o NCSS encontrou uma forma de limitar o conhecimento em todas as matérias. Eu devo lembrá-lo que quem escolhe as metas para você controla seu comportamento. A declaração de meta para os estudos sociais que foi escolhida pelo Conselho Nacional de Estudos Sociais e adotada de forma similar e, algumas vezes, igual pelos estados é:
"... ajudar os jovens a desenvolverem habilidades de tomar decisões informadas e racionais para o bem-estar público, como cidadãos de uma sociedade culturalmente diversificada e democrática em um mundo interdependente." (tradução nossa)


Resolução de Problemas e Tomada de Decisões
Para a maioria das pessoas isso soa como algo bom, mas observe que é tudo sobre política e CONSOLIDAÇÂO mundial. Nada é mencionado sobre o que é bom para você, sobre dar-lhe o conhecimento para tomar decisões pessoais que sejam inteligentemente baseadas em fatos ou mesmo sobre ajudá-lo a se preparar para uma carreira de sua própria escolha. Nada também é mencionado sobre o que é bom para sua cidade, seu estado, ou para o seu país. Não - você é tratado como um membro dependente do mundo interdependente da Nova Ordem Mundial. Interdependência significa CONTROLE na sociologia da Nova Ordem Mundial e a perda do controle sobre seu próprio destino.
Metas curriculares, diretrizes e padrões para os estados e municípios são ordenados seguindo os moldes do NCSS e da Nova Ordem Mundial da ONU. Em todos os casos, o currículo está baseado na idéia de resolução racional de problemas e tomada de decisões e também no que a turma da Nova Ordem Mundial chama de interdependência. Você é compelido a tomar decisões relacionadas a problemas sociais pré-selecionados com base em informações limitadas disponíveis nas tarefas propostas em salas de aula.
Sendo assim, é importante conhecer outro fato que envolve o controle de comportamento. Aquele que define o problema para você controla seu pensamento. Seus pensamentos e seus esforços são direcionados a problemas que foram selecionados para você. Quando você expressa uma opinião sugestionada sobre algum problema social ou pessoal, está aceitando a agenda da Nova Ordem Mundial e reconhecendo uma obrigação de compartilhar seus pensamentos sobre tais problemas com seus colegas de classe. Você poderá então ser CLASSIFICADO, ou agrupado, de acordo com suas opiniões pessoais expressas publicamente.


Limitando o Conhecimento - Exigindo Opiniões
O tempo para aprender fatos e habilidades pode ser limitado quando é ocupado para ouvir ou debater as opiniões mal-informadas de outras pessoas. Além disso, um perigo especial está envolvido nesse tipo de educação para a tomada de decisões e solução de problemas. Você e seus colegas são encorajados a se juntarem em grupos e agirem de imediato com base nas opiniões e decisões que expressaram na sala de aula - nunca levando em consideração que suas opiniões e decisões podem mudar ao longo do processo de amadurecimento e depois de conhecer informações de outras fontes.
Se você expressar a opinião que gostaria de experimentar drogas e se envolver em relacionamentos sexuais, se disser que vai roubar ou se tornar violento, os professores são instruídos a não o advertirem sobre seu comportamento ou dizer que sua decisão é errada ou perigosa. Isso, dizem os planejadores curriculares, seria um julgamento de valores.


Não Existe Certo ou Errado, Apenas a Consciência Racional
Assume-se que nenhum dos problemas ou dilemas pessoais possam ser prevenidos ou resolvidos pelo auto-controle ou pelo comportamento moral. Como os planejadores curriculares justificam esse tipo de omissão? Seus professores são ensinados que qualquer comentário que diga respeito à moral é considerado uma crença não examinada baseada em autoridade. O Conselho Nacional de Estudos Sociais diz que a tomada de decisão deve ser o que é denominada por eles de racional, em vez de ser baseada na consciência de uma autoridade. Por exemplo, em Wisconsin os professores foram aconselhados assim:
"Uma criança geralmente entra na escola com o que R. J. Havighurst chama de consciência autoritária, adquirida de seus pais por meio de uma progressão de punições e recompensas. A criança logo aprende que não está equipada para todas as situações novas que enfrenta. Os amigos e professores se envolvem e muitas vezes suplantam os pais ao ajudá-la a encontrar soluções que são muitas vezes conflituosas com o que é oferecido pela educação dos pais. A tarefa dela, portanto, passa a ser mudar de uma consciência autoritária anterior para uma racional. Isso requer que ela aprenda um processo de decisão para sua própria satisfação dos conflitos que inevitavelmente aparecerão com qualquer mudança ou confrontação com uma visão de mundo opositora a faça questionar seus valores existentes." (tradução nossa) [11]


Decisões Baseadas na Consciência Não São Permitidas
Quando você é ensinado a duvidar de sua própria consciência em favor da tomada de decisão racional, muitos tipos de comportamentos destrutivos, ofensivos e imorais não mais serão questionáveis. Você aprenderá a encontrar razões para justificar qualquer tipo de comportamento que tenha algum apelo emocional. Por mais inacreditável que pareça, os professores no estado de Wisconsin foram advertidos a não exigir dos estudantes padrões tradicionais elevados:


"Tradicionalmente havia pouco questionamento sobre se as escolas deveriam promover valores como:
Respeito à propriedade privada.
Respeito aos adultos.
Dizer por favor e obrigado nos momentos apropriados.
Não usar linguagem grosseira ou gramaticalmente incorreta
Ser limpo e arrumado.
Não mentir ou colar."


"Agora, no entanto, em algumas situações isso é bastante controverso. Muitos processos e controvérsias comunitárias focalizaram-se no significado de "limpos", por exemplo. Inúmeras pesquisas atuais indicam que colar na escola, em vez de ser inaceitável, tornou-se a norma, e a maioria dos alunos não se sente culpado por isso. Os padrões de vulgaridade estão constantemente mudando e palavras que raramente ouviríamos anos atrás, estão agora sendo amplamente utilizadas. Embora muitos desaprovem esses desenvolvimentos, é muito necessário que os professores reconheçam que as mudanças estão acontecendo." (tradução nossa) [12]


Os Professores São Intimidados Pela NOM
Sabendo o que sabe sobre as metas da Nova Ordem Mundial, você poderá entender que a instrução acima para os professores pode ser encarada como uma ameaça velada, dizendo-lhes que é melhor não criticarem os comportamentos mencionados. Fazer isso pode torná-los vulneráveis a processos judiciais, ou talvez punição pelos seus superiores. Além disso, o Departamento de Instrução Pública de Wisconsin, seguindo as metas do NCSS, na realidade promoveu a idéia de que é aceitável para você e seus colegas de classe roubarem, serem, desrespeitosos, ingratos, vulgares, desleixados, "coladores" sujos, e mentirosos que não possuem consciência e, portanto, não têm nenhum sentimento de culpa por tal comportamento. A Nova Ordem Mundial da Organização das Nações Unidas não precisa de pessoas com caráter. Eles precisam apenas de pessoas que sejam maleáveis e manuseáveis.


Criando Problemas
A criação de problemas é outro aspecto inacreditável da educação da NOM. De Acordo com o NCSS, um dos maiores deveres dos professores é criar problemas emocionais para você:
"Qualquer tentativa que um professor faça de criar um problema sem provocar os alunos emocionalmente pode apenas resultar em um pseudo-problema. Quando os alunos ficam perturbados, contrariados, e até mesmo com raiva, estão mais próximos de terem um problema do que quando os professores fazem da preservação da objetividade a sua única preocupação. Um professor pode, algumas vezes, criar nos alunos um sentimento de que suas crenças, conceitos e valores são de alguma forma inadequados. Quando os alunos são desafiados a respeito de suas crenças, ficam mais inclinados a terem um problema autêntico em suas mãos... (tradução nossa) [13]
"Para o aluno se envolver na solução de problemas, ele deve estar confuso, incerto e ser desafiado sobre algo de sua experiência e ter o desejo de remover a dúvida por meio da investigação. Enquanto ele estiver certo sobre a verdade ou bondade de uma idéia ou ação em particular, ou enquanto permanecer despreocupado sobre o assunto, não estará envolvido na solução do problema. Assim, a tarefa inicial com a qual o professor se confronta é a de criar um estado de incerteza ou de dúvida na mente do aluno ... o professor deve implantar o elemento da dúvida." (tradução nossa) [14]
"Estratégias Utilizadas Para Criar Problemas"
"Como a presença do elemento de dúvida ou desafio é uma condição necessária para a iniciação na atividade de solução de problemas, vamos considerar algumas estratégias que provavelmente provocarão essas reações...
"... O professor pode apresentar aos alunos um problema no contexto do conteúdo."
"... O professor pode incentivar os alunos a descobrir um problema no contexto do conteúdo."
"... O professor pode converter as crenças não examinadas dos alunos em problemas."
"... O professor pode apontar lacunas nos "padrões de crença" dos alunos, criando assim, problemas."
"... O professor pode apontar lacunas no conteúdo do curso, criando assim, problemas." (tradução nossa) [15]
Ensinar a resolução de problemas, tomada de decisões e interdependência pode parecer bom para muitos professores, membros da junta de educação, coordenadores curriculares locais, legisladores, pais e alunos. No entanto, se eles tivessem a oportunidade de ler o que está escrito acima, e o que os planejadores curriculares querem ao promover esse tipo de educação, todos aqueles que forem afetados podem ficar mais hesitantes antes de lhes dar sua sanção.


Mudando as Crenças
Lembre-se que os planejadores da NOM e seus gerenciadores querem o CONTROLE, mas sabem que não podem levá-lo a adotar seus planos se você estiver vigilante sobre suas intenções e se estiver firmemente convencido que fazer isso seria errado. É por isso, que muitos métodos foram arquitetados para impeli-lo a se questionar ou mudar sua cabeça sobre aquilo em que acredita.
Para que a Nova Ordem Mundial possa ter sucesso e alcançar suas metas, o judaísmo e o cristianismo estão entre as religiões que precisarão ser eliminadas. As pessoas que são guiadas pela Bíblia, pelos Dez Mandamentos e pelo que a Bíblia ensina sobre Deus não podem se tornar dependentes ou totalmente dedicadas às metas sociológicas do sistema gerenciador mundial. Elas não podem ser intimidadas a trocar sua moral e consciência por metas sociológicas. É por isso que o sistema não tolera a concorrência. Sua própria religião Positivista, ou a religião Humanista, deve prevalecer. O fundador da sociologia, Auguste Comte, escreveu:


"Falando do Positivismo como orgânico, queremos dizer que ele tem um propósito social; esse propósito é substituir a Teologia no direcionamento espiritual da humanidade." (tradução nossa) [15]


"A Sociologia substitui de uma vez por todas a Teologia como a base para um governo religioso para a humanidade." (tradução nossa) [17]


"O último passo nesse longo curso de treinamento é, agora, estabelecer uma verdadeira forma de subjetividade, substituindo a Teologia pela Sociologia." (tradução nossa) [18]


Em 1929, Ross L. Finney estava entre aqueles que trabalhavam em uma nova moralidade para a sociedade gerenciada. Ele escreveu:


"O novo regime não pode ser operado com as crenças do antigo ... Com relação aos ideais pelos quais vivemos, eles também devem ser repensados, e erigidos em um sistema moral de educação eficaz e adequado." (tradução nossa) [19]


O Fim da Liberdade
A educação moral do sistema gerencial da NOM não tem nada que ver com a liberdade ou os princípios e ideais com base nos quais nossa nação foi fundada. O falecido B. F. Skinner, psicólogo da Universidade de Harvard, disse o seguinte:


"A hipótese que o homem NÃO É LIVRE é essencial para a aplicação de um método científico de estudo para o comportamento humano." [20] (tradução nossa)


Se você não quer ser uma pessoa sociologicamente controlada e um membro semi-ignorante da Nova Ordem Mundial da Organização das Nações Unidas, precisa reconhecer a importância do conhecimento e rejeitar as tentativas de manipulação emocional e limitação do conhecimento. O sistema de tomada de decisões e a solução de problemas da educação atual usa você, brinca com suas emoções e tenta aliená-lo daqueles de quem você mais deveria se aproximar. Isso cria animosidades entre você e seus colegas de classe; desperdiça um tempo valioso de aprendizado ao forçá-lo a formar opiniões e ouvir as opiniões desinformadas de seus colegas; além de desencorajar o comportamento inteligente e com base em princípios morais. Ele o faz ficar contra seu país e contra sua Constituição, a em favor do sistema gerencial da Nova Ordem Mundial.

O Que Você Pode Fazer?
Aprenda a reconhecer quando você está sendo usado ao invés de informado. Aprenda a reconhecer quando você está sendo enganado. Seja como um pesquisador e um como um repórter consciente. Não fique com medo de fazer perguntas investigativas quando tiver dúvidas sobre a filosofia que está por trás dos projetos, exercícios e jogos educacionais, especialmente se eles parecem totalmente inúteis ou destrutivos.
Se você quer ter alguma esperança em relação à dádiva da liberdade com a qual foi abençoado, precisa aprender e compartilhar a verdade. Se tem preocupações com a sua educação, compartilhe isso com seus pais. Poucos pais têm a mínima idéia do que acontece nas escolas. É responsabilidade deles descobrir, e a sua responsabilidade é a de ajudá-los.
Você não é uma cobaia de laboratório criada para servir à ambição dos cientistas sociais e dos gerenciadores do mundo. Não permita que sua educação seja limitada e corrompida, como se tudo o que você precisasse é ser treinado para obedecer ao sistema da inconstitucional Nova Ordem Mundial.


Lembre-se também que, se você realmente desejar, todo o conhecimento pode ser seu:


"Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque aquele que pede recebe; e, o que busca encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á." [Mateus 7:7,8]


Notas Finais:

1. Auguste Comte, System of Positive Polity, Vol. 1, LENOX HILL Pub. &Dist. Co.(Burt Franklin), New York, 1973. Publicado pelo autor em julho de 1851; pg 289.
2. Ibidem; pg 292.
3. Ibidem, Vol. 2, Publicado pelo autor em maio de 1852; pg 237.
4. Ross L. Finney, Ph. D., Professor Assistente de Sociologia Educacional, Universidade de Minnesota; A Sociological Philosophy of Education; The Macmillan Company, Nova York, 1929, pg 110.
5. Lester F. Ward, Applied Sociology, Ginn & Company, 1906. pg 338.
6. Ibidem, pg 187.
7. Ibidem, pg 280.
8. Ibidem, pg 386.
9. Ibidem, pg 389.
10. Ibidem, pg 397.
11. Knowledge, Processes " Values in the New Social Studies, Wisconsin Dept. of Public Instruction, Bulletin No. 185, 1968-1970, pg 43.
12. Ibidem, pg 45.
13. Problem-Centered Social Studies Instruction; Curriculum Series, Number Fourteen; National Council for the Social Studies, 1971; pg 1.
14. Ibidem, pg 59.
15. Ibidem.
16. Auguste Comte; System of Positive Polity, Vol 1, pg 45.
17. Ibidem; Vol .1, pg 364.
18. Ibidem, pg 471.
19. Ross L. Finney, Ph. D., Professor Assistente de Sociologia Educacional, Universidade de Minnesota; A Sociological Philosophy of Education, The MacMillan Company, 1929. pg 112.
20. Skinner, B. F.; Science and Human Behavior, The Free Press (Div. MacMillan Corp.), 1953.

Erica Carle é uma pesquisadora e escritora independente. Ela é Bacharel em Ciências pela Universidade de Wisconsin. Já produziu e escreveu para a televisão e rádio e também lecionou matemática e composição na escola particular em que seus filhos estudavam, em Brookfield, Wisconsin. Por dez anos, ela escreveu a coluna semanal "A Verdade na Educação", no Winconsin Report, e serviu como editora educacional para essa publicação. E-mail: ericacarle@sbcglobal.net.


Autora: Erica Carle; artigo extraído de Kjos Ministries, em http://www.crossroad.to/Tradução: Maria Stella TupynambáData da publicação: 18/1/2006Patrocinado por: C. e E. S. - Itá / SCA Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/guia-nom.asp

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

O Dragão Vermelho de duas faces !

Muito se tem dito sobre o crescimento assustador da China. A mídia mundial não se cansa de propagar o desenvolvimento e a abertura ao capital, pelo qual este país gigante passa. Mas não devemos nos esquecer que a China é um país COMUNISTA, e como todo país comunista, seu único comproomisso é com a ideologia do "PARTIDO COMUNISTA CHINÊS", portanto, não existe nenhuma preocupação com a fidelidade histórica, com a verdade, com a ética ou com a própria população. Tudo é filtrado pelo crivo ideológico do partido, que é o detentor da "linha mestra", o condutor para uma nova realidade, a qual deve ser construida a qualquer custo, e que segundo esta ideologia, culminará em uma futura socieda harmoniosa e paradisíaca. Devido a esta visão de perfeição utópica, foi criada a doutrina de que tudo (tudo mesmo!) é permitido para se chegar ao ideal comunista de perfeição da sociedade. Por isto, o comunismo se especializou na propaganda dialética, na desinformação, na dissimulação de seus atos, na divisão e no enfraquecimento social através da luta de classes na manipulação psicológica com um grau avançado de refinamento. Por trás do biombo desenvolvimentista que a China quer mostrar, está uma chocante e monstruosa realidade, que só é possível existir em uma sociedade cujo governo enxerga o cidadão não como um ser humano, mas apenas como um instrumento de sua propriedade, tendo assim, o direito de decidir sobre toda a sociedade, podendo exercer o "PODER ABSOLUTO", e como um "falso-deus", achar que pode criar ou destruir realidade à partir de sua própria vontade.

Parece algo fictício? Coisa de filmes holiwoodianos? Bem que poderia ser - imagine uma população confinada, isolada e mantida sob um rígido controle de uma "entidade" perversa, capaz de criar ilusões convincentes, e assim fazer com que suas presas se sintam incapazes de decidir sobre próprio destino, que pensem que podem confiar em sua "verdade doutrinária" da "entidade", a qual lhes é ensinada e incansávelmente repetida desde a mais tenra idade, que o controle de sua alimentação e reprodução é feito sempre visando o bem de todos, e que os indivíduos que não concordam com esta "verdade doutrinária" simplesmente "desaparecem" sem deixar vestígios ou são enviandos para um "Centro de Recuperação Através do Trabalho", ssendo eles mesmos os responsáveis por este tratamento, pois são " portadores de uma mal" que pode se abater sobre todos da "comunidade". Assim esta "entidade" sobrevive conquistando novos mundos, caudando morte e destruição e dizendo com os olhos cheios de lágrimas que "tudo o que faz é para o bem de todos".

Infelizmente isto não é uma ficção, isto acontece no mundo real, e nos tempos atuais. Não é de gado confinado que trata este texto, nem de filmes de ficção onde os alienígenas invadem a terra e escravizam e se alimentam de humanos. Estou falando de nações onde as pessoas por acreditarem em homens que possuíam palavras doces na boca e armas automáticas nas mãos, e por sua ingenuidade ou covardia, aceitaram entregar a sua liberdade, a sua consciência e a sua alma a estes, que se especializaram na mais sórdida e malígna das artes: A indução ao erro que leva a auto-destruição.

A "entidade" já matou mais de 100 milhões de seres humanos em todo o mundo (60 milhões só na China), possui cerca de 3 milhões de prisioneiros-escravos em mais 2.500 campos de trabalhos forçados, sendo a responsável pelo maior banco de orgãos de "humanos vivos" para transplantes ilegais do planeta. Seu plano é ampliar mais rápidamente o domínio sobre todo o mundo, em sua busca incansável de "poder". Sua estratégia continua a mesma: mostrar sempre sua face "bonita" e esconder a outra, a verdadeira, que é cruel e horrenda.

Wellblog

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

VIVA O REI !

Em um ato surprendente, o rei Juan Carlos I da Espanha, acertadamente colocou o ditador-bufão Hugo Chaves em seu devido lugar. Já estava passando da hora de aparecer alguém, com coragem e hombridade suficientes, para mostrar a este aprendiz de ditador, que ele não pode a todo momento faltar com o respeito às autoridades de outros países, violando normas de conduta, falando incovenientemente, atacando e ofedendo qualquer um que não compartilhe das idéias produzidas por sua mente rudimentar.
Após terminar seu arrogante discurso em favor de uma falsa "democracia bolivarianista", onde fez acusações ao ex-presidente espanhol José Maria Aznar, Chaves, interrompeu grosseiramente, por diversas vezes, o pronunciamento do atual presidente espanhol, José Maria Rodrigues Zapatero, motivo pelo qual o rei Juan Carlos, acertadamente, o convidou a ficar calado.

Somente alguém compactuante com o golpe constitucional que está sendo tramado para implantar uma ditadura no modelo de Cuba, não somente na Venezuela, mas em toda a América Latina, é capaz de solidarizar-se com este mentiroso (veja o link ) e cara-de-pau.

Quem tem a coragem de dizer que existe democracia em Cuba, ou que Hugo Cháves é um democrata, só pode estar sofrendo de graves sequelas mentais, de uma forte compulsão psicótica para a traição ou então fazer parte de uma certa quadrilha de meliantes, que habilmente se disfarça de partido político brasileiro.

Wellblog 15/11/2007.




http://www.tu.tv/videos/hugo-chaves-mentiroso

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Fraqueza energética e força demagógica !

Sem energia para crescer ...

O governo insiste em defender a tese de que o país não corre risco de um apagão energético. Isto tem sido ferrenhamente defendido tanto pela Ministra Dilma Roussef quanto pelo presidente Lula, que chamam qualquer pessoa que ouse discordar de catastrofistas ou aves de mau agouro. Parece que este governo continua sofrendo de autismo, e vive em um mundo separado dos demais brasileiros, pelo menos dos que realmente se preocupam com o futuro do país. De um lado um governo que perdeu duas refinarias de petróleo e reagiu com se tivesse perdido alguma coisa sem a menor importãncia, e o que é pior, ainda quer investir mais dinheiro na Bolívia, além de já estarem fazendo planos de gastar bilhões da copa de 2014. Enquanto isto, no mundo real, continuamos sem estradas, aeronaves caindo, aeroportos caóticos, portos sucateados, falta de gás para a indústria, sistema de saúde precário e um sistema de ensino de péssima qualidade.

Wellblog 09/11/2007


terça-feira, 23 de outubro de 2007

Cadê os boxeadores cubanos?


Até hoje, ninguém mais sabe o paradeiro dos boxeadores Cubanos, que o Brasil, em uma prova de fidelidade quase canina ao regime castrista, extraditou para Cuba. O fato de os passaportes dos atletas estarem com vistos válidos não impediu as nossas simpáticas autoridades de fazerem mais este agradinho ao "comandante-em-chefe-quase-morto" Fidel Castro, que por sinal não quer permitir que nenhum parlamentar brasileiro visite seus "hóspedes". Parece que vai demorar um pouco para sabermos se os boxeadores estão hospedados nas masmorras ou nos cemitérios cubanos.

Estranhamente não vemos nenhuma entidade defensora dos direitos humanos ou qualquer uma entidade que se preocupe com a liberdade democrática se manifestar.

Wellblog 09/11/2007

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Desenvolvimento Já

O mundo está crescendo, apesar da crise imobiliária, apesar do aquecimento global, apesar dos conflitos no oriente Médio, apesar do terrorismo, apesar da poluição dos países industrializados, apesar da crise moral e ética em que se encontra a humanidade. Neste cenário, o Brasil também cresce, rebocado pela economia global. Estamos crescendo não devido a uma "maravilhosa gestão econômica" feita pelo nosso atual governo, mas pincipalmente pela estabilidade adquirida após o Plano Real e pela abertura dada ao Comércio Exterior. Nosso crescimento se deve tamém aos nossos míseros 1% de participação no Comércio Internacional, sendo que deste percentual, a maior parte é composta de "comodities" como o minério de ferro, a soja, café, celulose e aço. Temos condições de multiplicar nossa particição nos negócios globais muitas vezes, podendo em algumas décadas tirar a maioria dos brasileiros de sua condição de pobreza, não através de assistencialismo governamental, mas com pesados investimentos em capacitação profissional, educação de qualidade e infra-estutura logistica. Precisamos de portos maiores e mais eficientes, estradas seguras e bem plenejadas, ferrovias modernas como principal meio de transporte coletivo e de cargas. Nós temos um extenso litoral para construção de portos gigantes, um vasta área para o cultivo mecanizado de alimentos e bio combustíveis, e um indústria que se torna mais competitiva a cada dias, um enorme contigente de pessoas buscando oportunidades no mercado de trabalho, nosso clima e nossa geografia são estratégicamente vantajosos e não há nada que possa interromper nossa trajetória como uma nação que se levantou definitivamente para ser uma das mais desenvolvidas do mundo. Não se trata de demagogia e nem de hipocrisia político-partidária, trata-se de uma constatação inevitável: - Até agora temos sidos conduzidos pelo excesso de amadorismo e pelo fisiologismo partidário, que são os verdadeiros responsáveis pela corrupção e pela incompetencia generalizada que se instalou. Houve uma supervalorização dos políticos profissionais, que acabaram por ocupar os lugares dos verdadeiros profissionais. Definitivamente o Estado não irá resolver os problemas do Brasil, mas sim nós brasileiros, pois somos nós que formamos o estado, somos nós que trabalhamos de sol a sol e pagamos os impostos. Cada cidadão deve cumprir com a sua parte, trabalhando muito, pagando os impostos e respeitando as leis. Em contrapartida, o Estado deve fornecer serviços de qualidade na sáude, na educação e na segurança, pois os cidadãos não são servidores do Estado, porém o Estado, através de seus servidores é quem deve servir aos cidadãos.

Wellblog 16/10

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Medo do Capitão Nacimento "pegar"

O "Capitão Nascimento" reaviva lembranças dolorosas nos defensores do caos e da baderna, e que cada vez mais se instalam no país. Esses defensores e apologistas da liberação do uso de drogas, que só defendem os direitos humanos dos criminosos assassinos, que querem derrubar a Lei e a Ordem estimulando e fabricando revoltas, que traem seus princípios e seus concidadãos por qualquer dinheiro sujo, estão todos borrando as botas, pois sendo covardes, temem um dia encontrar-se frente-a-frente com homens que não se dobram diante das mentiras e da corrupção de um inimigo dissimulado e sem escrúpulos, ainda que este encontro seja somente nas telas dos cinemas.

Wellblog

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Inversão de valores

Lí neste último domingo um nota sobre o assalto sofrido pelo apresentador Luciano Huck. Luciano teria sido rendido por um assaltante armado que levou algum dinheiro e um relógio Rolex. Para minha surpresa, algumas pessoas do meio "artístico-cultural" consideraram o ato legítimo, faltando muito pouco para que dessem uma medalha de "defensor da justiça social" ao assaltante.

Este pensamento distorcido é resultado de anos e anos de propaganda ideológica marxista, a que os cidadão brasileiros vem sendo submetidos através do sistema de educação pública e dos meios de comunicação que se alugam por qualquer dinheiro. Estes pseudo-intelectuais estão querendo justificar um ato criminoso, pelo simples fato de entenderem que este tipo de crime é justificado pelo "direito" que as "classes mais pobres " possuem de promover sua própria forma alternativa distribuição de renda. Assim , vão sendo justificados e aceitos com naturalidade o tráfico de drogas, a prostituição, os assaltos à mão armada, os sequestros relâmpagos, pois seriam atos de legítima defesa social. Nossa ética está aos frangalhos, a nossa moral cambaleante e a impunidade cada vez mais forte. Se continuarmos nesta indiferença letárgica, em breve poderemos rasgar a Constituição Federal , o Código Penal e até mesmo nosso título de eleitor, pois não servirão para mais nada ...

Wellblog 10/10/07

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Nova Era, de novo ...

Mais do que uma luta ideológica, a luta é pelo domínio de nossas consciências : - Mudando conceitos para mudar idéias, mudando idéias para mudar comportamentos, mudando comportamentos para mudar o indivíduo, mudando o indivíduo para mudar a sociedade.

Esta é uma ferrenha guerra psicológica travada contra a um povo inculto e ingênuo, que não pode se defender daquilo que não percebe e não entende. Estamos perdendo esta guerra, onde as principais vítimas serão os nossos filhos e netos, pois estarão expostos, desde a mais tenra idade, a todo tipo de falsos conceitos, ideologias e dogmas ardilosamente criados para minar qualquer vestígio da moral judáico-cristã, e com isto preparar o caminho para uma futura sociedade, baseada nas filosofias da pagãs da "Nova Era". Este jogo de semântica visa disfarçar a conexão entre os temas atualmente abordados e sua real intenção:

#Ecologismo (Fanatismo Ambiental)- Leva a considerar natureza superior ao homem, ou seja desvaloriza a vida humana, que pode ser mais facilmente "descartada", a fim de controlar a degradação do meio ambiente. Também recupera antigas crenças: "Natureza Sagrada", "deusa Gaya", Mãe-Natureza, Druidismo, Xamanismo, Cultura Cértica, etc;
#Planejamento Familiar - Controle Populacional através de diversas práticas, implementada à partir de uma visão coletiva da sociedade, de forma a desvalorizar o indivíduo, facilitando para que o mesmo sofra intervenções no processo de reprodução: Colocar o aborto como opção normal de método anticoncepcional, manipulação genética, incentivo à práticas sexuais entre indivíduos do mesmo sexo.
#Feminismo - Busca criar uma sociedade dominada pela presença feminina, resgatando antigos costumes pagãos ( Mãe-Natureza, Grande-Mãe, Mãe-Terra);
#Liberação Sexual - Cria a cultura do ato sexual descompromissado, e estimula o sexo como forma de confraternização socia/religiosa (Sacerdotisas/culto à fertilidade/ orgias públicas);
#Comunismo - Reduz todo o indivíduo a uma condição de pequena engrenagem, que é parte de algo muito maior, e que deve ser servida, que é o "Todo", o "Uno" e muito convenientemente o "Estado". Tanto no aspecto religioso quanto no aspecto de econômico, o objetivo sempre é o poder absoluto.
Notadamente, todos estes aspectos colidem frontalmente com as doutrinas da tradicional moral judaico-cristã, sendo esta declarada inimiga mortal, que deve ser destruida a qualquer preço. Compreendendo isto, qualquer pessoa com um mínimo de bom senso não achará tão estranho a união de pessoas com idéias diametralmente opostas, mas identificados com este mesmo objetivo.




A Nova Era diz: "Todos os caminhos levam a deus".
Jesus (YHWH) disse: "Eu Sou O Caminho, A Verdade e A Vida, ninguém vem ao Pai senão por Mim".
Wellblog 09/10

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Email enviado ao site Gransci e o Brasil

Felizmente existem pessoas equilibradas e capazes de aceitar (e de respeitar) diferentes correntes do pensamento humano, tendo como fiel da balança o respeito à liberdade e a integridade do indivíduo. O caráter íntegro e a capacidade de trabalhar conjuntamente em prol da construção de uma nação mais evouída econômica e moralmente é e sempre será o ponto de convergência dos homens de bem.
Wellblog 04/10/2007

"Parabenizo por disponibilizar cultura aos brasileiros, mesmo não concordando com a corrente ideológica socialista. Embora não assumidamente, Gransci tem sido a fonte de inspiração de muitas ações em curso em nosso país , com objetivos de mudança do comportamento social. Por uma questão de honestidade, os intelectuais devem assumir que é impossível compatibilizar a liberdade com a igualdade, pois entre elas existe o conflito. O Gênero humano existe além da dimensão da matéria, e por isto é dinâmico e evolutivo, embora esteja sujeito à aos seus desejos e paixões egoístas. Logo, a igualdade é estagnada, não evolui, necessita ser artificialmente fabricada e imposta por alguem ou alguma coisa que seja "superior" ou pelo menos que pense ser."

http://www.acessa.com/gramsci/index.php

Wellington

02/10/2007

RESPOSTA DO SITE:

Caro Wellington,
Grato por nos visitar e expor suas próprias idéias.
Saber divergir é sempre um exercício interessante para o pensamento. Há gramscianos e gramscianos (como tudo na vida). Não há razão para não assumir que a realidade brasileira é terrivelmente desigual e que se pode lutar livremente para melhorá-la, com lealdade e à luz do dia. Pelo menos é a minha própria perspectiva. Assim se constrói uma vida cívica animada, plural e dinâmica, aberta para o novo. Sobre isso, creio, estamos de acordo.
Cordialmente,
Nome Preservado

Hegemonia e ocupação de espaços do PT


Por Renildo Queiroz (*)

Se alguém ainda duvidava de que há anos o PT vem se utilizando no Brasil da técnica gramsciana de tomada de poder pelo comunismo, agora não pode duvidar mais, sob pena de se auto-declarar um estúpido da pior marca. Há mais de um ano atrás, o deputado Roberto Jefferson, em entrevista à Folha de São Paulo, publicada em um domingo dia 12 de junho 2005, vem confirmá-lo com todas as evidências para quem quisesse ver. A entrevista que Roberto Jefferson concedeu à jornalista Renata Lo Prete, é apenas a verbalização daquilo que qualquer pessoa minimamente informada já sabia por completo.

O teor de sua entrevista é por demais evidente e funciona como mais uma das inúmeras provas de dominação total do PT com vistas ao poder absoluto. É a prova da ocupação de espaços para facilitar a hegemonia.

Não custa nada relembrarmos o que ele disse à jornalista à época: “Quando lá atrás o Martinez era presidente e nós começamos a constituir a relação, depois de nomeado o Walfrido Mares Guia (Ministro do Turismo), o segundo cargo que foi nomeado foi o Delegado Regional do Trabalho do Rio de Janeiro. Toda a estrutura embaixo, de fiscalização, foi nomeada a partir do Silvio Pereira. O outro cargo que foi nomeado foi o Fernando Cunha, para a BR Distribuidoras. Toda a estrutura abaixo do Fernando Cunha foi nomeada pelo Silvio Pereira. Eu um dia perguntei: mas como é que é isso? Vocês dão a cabeça e tomam o corpo? E ele disse que esse era o jeito deles, o jeito do PT de repartir o Poder. Foi assim no DNITT. O primeiro indicado do DNITT, que foi feito pela bancada de São Paulo – acho que é Pime....”Para quem talvez ainda, não conheça a estratégia do doutrinador italiano, ativista político e filósofo Antonio Gramsci, é bom deixar bem claro, pelo menos em poucas palavras, o que ele preconizava.

Segundo o líder comunista, falecido em 1937, após passar anos na cadeia elaborando sua estratégia, a instauração de um regime comunista em países com uma democracia e uma economia relativamente consolidadas e estáveis, não podia se dar pela força, como aconteceu na Rússia, país que sequer havia conhecido a revolução industrial quando foi aprisionada pelos bolcheviques. Seria preciso, ao contrário, infiltrar lenta e gradualmente a idéia revolucionária, (sem jamais declarar, que isso estava sendo feito), sempre pela via pacífica, legal, constitucional, entorpecendo consciências e massificando a sociedade com uma propaganda subliminar, imperceptível aos mais incautos que, por sinal, representam a grande maioria da população. O objetivo somente seria atingido pela utilização de dois expedientes distintos: a hegemonia e a ocupação de espaços.

A hegemonia consiste na criação de uma mentalidade uniforme em torno de determinadas questões, fazendo com que a população acredite ser correta esta ou aquela medida, este ou aquele critério, esta ou aquela análise de situação, de modo que quando o Comunismo tiver tomado o Poder, já não haja qualquer resistência. Isso deve ser feito, segundo ensina Gramsci, a partir de diretrizes indicadas pelo intelectual coletivo (o partido), que as dissemina pelos intelectuais orgânicos (ou, formadores de opinião), sendo estes constituídos de intelectualóides de toda sorte, como professores principalmente universitários (porque o jovem é um caldo de cultura excelente para isso), a mídia (jornalistas também intelectualóides) e o mercado editorial (autores de igual espécie), os quais, então, se encarregam de distribuí-las pela população.

É essa hegemonia, já adredemente fabricada, que faz com que todos os brasileiros, independentemente da idade, da condição sócio-econômica e do grau de instrução que tenham atingido, pensem de maneira uniforme sobre todo e qualquer assunto, nacional ou internacional. O poder de manipulação é tamanho que até mesmo o senso crítico fica completamente imobilizado, incapaz de ajudar o indivíduo a analisar as questões de maneira isenta. Os exemplos são numerosos: do desarmamento, ao aborto, da guerra do Iraque à eutanásia, do movimento gay às políticas sociais, do racismo ao trabalho escravo, da inculpação social pelos crimes individuais à aceitação do caráter social de movimentos comprovadamente guerrilheiros (FARC, MST, MLST, MIR, ETA, etc.), todos eles visando destruir, por completo, valores que a sociedade tinha entranhados em sua alma, mas que, justamente por isso, não servem aos interesses do partido. É que esses valores representam um conjunto de virtudes diametralmente opostas aos conceitos que o partido deseja inserir no corpo social e que servirão de embasamento para as transformações que pretende implantar. Uma vez superada a opinião que essa mesma sociedade tinha a respeito de várias questões, atinge-se o que Gramsci denominava superação do senso comum, que outra coisa não é senão a hegemonia do pensamento.

Cada um de nós passa, assim, a ser um ventríloquo a repetir, impensadamente, as opiniões que já vêm prontas do forno ideológico comunista. E quando chegar a hora de dizer agora estamos prontos para ter realmente uma democracia (que, na verdade, nada mais é do que a ditadura do partido), aceitaremos também qualquer medida que nos leve a esse rumo, seja ela a demolição de instituições, seja ela a abolição da propriedade privada, seja ela o fim mesmo da democracia como sempre a entendemos até então, acreditando que será muito normal que essa volta à pseudo-democracia, se faça por decretos, leis ou reformas constitucionais. Afinal, Hitler, também não foi eleito pelo povo e não passou a ditar normas legais? É exatamente a superação do senso comum, que fez com que todos acreditassem piamente que a contra revolução de 1964, não passou de um ato impensado dos Militares que, à falta do que fazer, decidiram implantar uma ditadura. Como uma única palavra não foi dita sobre a ditadura que esses mesmos comunistas estavam praticamente conseguindo implantar naquela época (como haviam tentado em 1935 e como voltariam a tentar entre o final dos anos 60 e meados dos 70), ficou impossível ao brasileiro médio compreender que a intervenção das Forças Armadas veio justamente impedir que aquela desgraça se concretizasse. E, se elas não intervém também agora, é porque o povo, já completamente anestesiado, não tem nem forças para ir às ruas exigir tal providência.

É exatamente essa hegemonia de pensamento, que pôde imprimir nos brasileiros a idéia de que só o Estado pode resolver seus problemas mais comezinhos, o que tem causado um gigantismo antes nunca visto, com o crescente aumento da carga tributária para sustentá-lo. A cada dia são criadas mais delegacias especializadas, mais conselhos, mais isso e mais aquilo para controlar e fiscalizar as ações de cidadãos, antes livres. É exatamente ela, a hegemonia gramsciana, utilizada pelo PT que inculcou em todos os cidadãos a crença de que os sem-terra foram massacrados, pela Polícia Militar em Eldorado do Carajás, no Sul do Pará, quando na verdade a fita de vídeo original, contendo a gravação do episódio, mostrava claramente que eles agiram em legítima defesa diante de um número muito maior de sem-terras que, armados com foices, enxadas e até mesmo revólveres (como aparece naquela fita), avançou para cima dos policiais. É exatamente isso que fez espalhar a crença de que os fazendeiros são todos uns malvados e escravizadores de pobres trabalhadores indefesos, servindo, assim, de embasamento para que, em breve, o direito à propriedade seja eliminada da Constituição, se nela for encontrado algum tipo de trabalho escravo, cuja definição legal nem mesmo existe.

É exatamente isso que autorizou todos os brasileiros a imaginar que o Brasil é um país racista, a despeito de contar com o maior número de mulatos do planeta e de jamais ter sido registrado um único caso de desavença entre negros e brancos por causa da raça, como acontece nos Estados Unidos e na África do Sul. E é também graças à força da hegemonia, que ninguém parou para pensar que todas as desavenças já havidas entre negros e brancos entre nós, iniciaram-se por motivos fúteis, que vão do futebol à briga por ciúmes, muitas vezes regadas a uma boa caninha, nada tendo a ver com a cor da pele, já que também ocorrem da mesmíssima maneira entre indivíduos da mesma raça. Evidente que, depois do que estou escrevendo, nada impede que se fabrique uma briga por causa da raça, com notícias em todos os jornais, para servir de prova do racismo por aqui. Isso nada mais seria do que o intelectual coletivo, agindo para o bem de sua própria causa.

É exatamente essa superação do senso comum, que fez com que a maioria acreditasse que as armas de fogo matam mais do que os acidentes de trânsito ou a desnutrição crônica infantil, malgrado os índices infinitamente superiores de mortes por estas duas causas, sem que medida alguma seja tomada para eliminá-las ou diminuí-las e sem que nenhuma propaganda incisiva seja feita para alardear tais descalabros. A maciça propaganda do desarmamento foi, portanto, uma mentira descarada que salta aos olhos dos que realmente os têm. É exatamente isso que fez com que todos odiassem Bush e os norte-americanos e, inversamente, amassem de paixões Fidel Castro – Hugo Chavez, e vissem os terroristas iraquianos como meros resistentes contra o imperialismo americano. É exatamente isso que permitiu a crença de que João Paulo II era um retrógrado e um genocida, e que Maria Madalena, fora amante de Jesus, como descobriu o escritor, Dan Brown. É exatamente isso que fez com que todos pensassem que o Comunismo acabou, com a queda do Muro de Berlim e a desintegração da União Soviética, quando na verdade ele está hoje mais vivo do que nunca, principalmente em nosso continente, é só querer ver. É exatamente isso que faz com que todo mundo se escandalize com assassinatos de fiscais do trabalho, como ocorrido em Unaí, ou de Irmã Dorothy, no Pará, só para ficar em exemplos mais recentes. Essa escandalização foi sutilmente preparada para que todos os despreparados ficassem indignados com tamanha brutalidade, como se esta tivesse sido o resultado de uma reação iníqua à cândida e legal atuação do Estado ou de ONGs a ele atreladas.

É exatamente isso que permite que aceitemos, como a coisa mais natural do mundo que se chame chacina a morte de dois ou três sem-terras, enquanto que a morte de dois ou mil fazendeiros continuará sendo chamada de morte, simplesmente. E tem sido exatamente isso, enfim que permite várias outras opiniões uniformes que não passariam pelo crivo do juízo crítico caso ele ainda encontrasse forças para entrar em ação. Mas como encontrar forças com tamanho rolo compressor a aplainar toda e qualquer opinião sobre o que quer que seja? Daí a facilidade com que chavões do tipo justiça social, cidadania, construção de uma sociedade justa e igualitária, direitos humanos, etc., que só servem para estimular a velha luta de classes proposta por Marx e Engels, em seu Manifesto Comunista – 1848, passaram a habitar o imaginário popular. Afinal, são eles, os comunistas, que não desistem nunca!

A outra técnica Gramsciana, amplamente utilizada pelo PT é denominada de ocupação de espaços. Já dava mostras tão evidentes de visibilidade entre nós, com a nomeação de mais de 20 mil cargos de confiança pelo PT, em todo o território nacional (só para cargos federais), que nem mesmo precisaria ser novamente denunciada. O que faltava, entretanto, era fazer a conexão com a primeira técnica – a hegemonia.

Ora, sabendo que a superação do senso comum é tarefa dos intelectuais orgânicos importa reconhecer a necessidade de que eles estivessem em toda parte como erva daninha. Daí a nomeação, pelo intelectual coletivo, para todos os escalões do desgoverno petista (federal, estaduais ou municipais), de pessoas alinhadas com a ideologia do partido. Não foi à toa que o presidente Lulla, colocou nos ministérios vários derrotados pelo povo nas eleições estaduais e municipais como: Olívio Dutra, Tarso Genro, Humberto Costa, além de outros que de há muito estão comprometidos com o Comunismo, inclusive com vinculações internacionais. Basta ver como e o quê aconteceu e acontece no Foro de São Paulo e no Fórum Social Mundial, bem como quem são os seus patrocinadores e entidades integrantes, sabidamente criminosas.

A conclusão é tão lógica e óbvia, que chega a ser surpreendente que a ela ainda não tenham chegado todos os brasileiros, principalmente muitos daqueles que ostentam diploma de doutor e que têm, por isso mesmo, a obrigação moral de alertar seus compatriotas. Só se pode entender sua adesão incondicional às táticas gramscistas por uma de duas razões: ou porque, apesar de doutores, são, na verdade, ignorantes da pior espécie, deixando-se levar por uma esparrela dessa, ou porque estão a serviço da engenhoca. Não há outra explicação!

O Brasil talvez seja o País no mundo onde a estratégia gramscista de tomada do poder utilizada pelo PT, mais se encontra avançada. A eleição de Lulla, é apenas mais um passo numa estratégia muito mais densa. Basta olharmos com olhos críticos, as últimas eleições para percebemos que tudo não passou de um jogo de cartas marcadas, pois acima da disputa entre os candidatos estava a intenção da esquerda em se manter ´hegemônica, o que teria acontecido caso a vitória tivesse pertencido a José Serra, a Anthony Garotinho ou até mesmo a Ciro Gomes. O Brasil atualmente não possui uma oposição política onde impere a pluralidade de idéias, estamos atolados na unanimidade dos desesperados, a prova disto é que a esquerda se radicaliza cada vez mais, transformando seus expoentes sagrados em caricaturas de seus antigos oponentes, nada pode ser mais patético do que o consenso que existe no País de que Fernando Henrique Cardoso é um neoliberal ou das afirmações recentes do atual presidente, de que ele nunca se disse de esquerda.

O que é ainda mais demonstrativo do atual avanço da Revolução Gramscista, utilizado pelo PT no Brasil, é que a consciência individual está sendo substituída pela idéia do politicamente correto e do relativismo moral, os exemplos são gritantes: Sem-Terras armados invadindo fazendas produtivas e grandes empresas multinacionais de pesquisas são vítimas; fazendeiros ao se defenderem são criminosos; os traficantes que estão incitados numa guerra civil no Rio de Janeiro e São Paulo, são vítimas do sistema, sequer chegam a ser culpados; nós, os cidadãos que respeitamos as Leis, também devemos ser um pouco responsabilizados por estes atos (assim nos diz a mídia, todos os dias); os padres que falam contra o aborto e o homossexualismo são monstro comedores de crianças, os ditos freis que embalados na teologia da libertação, afirmam que Cuba é o paraíso na terra, não importa os dezessete mil mortos, são expoentes máximos da cristandade. Analisem agora friamente e com a razão essa afirmativa: Nenhum presidente na História do Brasil, teria se mantido no Poder, se houvesse sido acusado de pelo menos metade das irregularidades e dos crimes cometidos de fato pelo Partido dos Trabalhadores, sob a benemérita liderança do Senhor Luís Inácio Lulla da Silva. Ou por exemplo, o caso Waldomiro Diniz que é uma gota d’água no oceano; muito mais difícil de explicar são as irregularidades no Programa Fome-Zero, ou os abusos totalitários contra o patrimônio público cometidos por diversos membros do desgoverno Lulla (onde até a cadela do presidente, passeia de carro oficial tranqüilamente), o caso do Mensalão, amplamente discutido e comprovado em CPI e, devidamente denunciado pelo ‘Procurador Geral da República; o caso de caixa dois do PT (verbas não contabilizadas) e, que o próprio presidente em entrevista confirmou ser esta, uma prática de rotina no Brasil; envio de dinheiro ao exterior de forma ilícita; quebra de sigilo bancário, telefônico e postal, de um simples caseiro que ousou denunciar um Ministro do desgoverno Lulla e, as alianças sinistras entre o PT e as FARCS (Colombianas), MIR (Chileno), PCC (Partido Comunista Cubano), ELN (Exército de Libertação Nacional), FSLN (Frente Sandinista de Libertação Nacional), PRD (Partido da Revolução Democrática), FMLN (Frente Farabundo Marti de Libertação Nacional), URNG (União Revolucionária Nacional da Guatemala, dentre outros. O que me causa estranheza nestas alianças sinistras, é o quase segredo absoluto que impera sobre os fatos ocorridos no Foro de São Paulo, onde não se viu ou vê, nenhum comentário mais acirrado da mídia especializada (ou não), ou até mesmo um ato de repúdio de nossas Forças Armadas, sobre tais acontecimentos no mínimo suspeitos. Parece até que tudo está cor de rosa, neste mar de lamas chamado Brasil!

Qualquer debate hoje no Brasil que envolva a Política Nacional, especialmente após os efeitos da queda do Muro da Vergonha, só pode ser considerado sério se discutido desde o ponto de vista da Revolução Gramscista, não por imposição ideológica, mas por verificação histórica, caso contrário tudo que teremos é um exercício de abstração teórica cujo conteúdo e implicações práticas não terão mais significação que uma discussão acalorada de mesa de bar. Isto é exatamente em que será resumida a essência da intelligenzia nacional, quando todos os brasileiros se tornarem, sob as graças de Antonio Gramsci, intelectuais orgânicos, cuja única verdade é a mentira do partido. É dogmática ou romantizada a crença de que o homem é um fruto homogêneo de seu meio. Todavia, é deste último que a maioria das pessoas retira seus principais pontos de referência, distinguindo-se como indivíduos em sociedade. Raros são os homens que conseguem olhar dentro de si e não apenas em sua volta.


(*) Renildo Queiroz, Consultor Técnico em Biotecnologia Molecular - Escritor e Analista socio-político-econômico.


http://brasilacimadetudo.lpchat.com/index.php?option=com_content&task=view&id=363&Itemid=189

Vídeos Recomendados

Loading...
Creative Commons License
Blog Wellblog-Observador de Wellington Leal é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Brasil.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://reieterno.blogspot.com.