terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Com a liberação do ABORTO as mulheres americanas podem comemorar uma conquista que vai lhes garantir uma forma de vida sustentável: O direito de matar seus filhos antes que venham causar problemas ao mundo.

Nestes tempos de dominação ideológica da grande mídia, onde tudo gira em torno de temas como direitos humanos, atitudes aboto-7 politicamente corretas, sustentabilidade, ações positivas, etc, um conjunto de sofismas estratégicos com objetivo mudar conceitos e comportamentos coletivos acaba por convencer a muitos sobre as “maravilhas” do aborto:

-Ecologicamente correto: Gera uma enorme quantidade de material orgânico de excelente qualidade, reduz demandas futuras por alimentos e preserva os recursos naturais.

-Economicamente viável: Promove enorme economia nos gastos governamentais, gerada pela ausência da necessidade de prover ensino básico, assistência médica e previdenciária a milhões de indivíduos que não deveriam nascer(segundo suas próprias mães).

-Socialmente justo: As mulheres que foram capazes de remover de seus úteros os filhos que não desejaram, ou desejaram e mudaram de idéia, possivelmente não seriam capazes de providenciar a formação necessária um perfeito convívio social de seus rebentos (agora literalmente arrebentados), e de forma humana e responsável impediram que a sociedade custeasse a sobrevivência destas indesejadas criaturas. 

-Culturalmente aceito: O sexo sempre teve un papel importante em todas as culturas, agora sem a os inconvenientes de se assumir a responsabilidade de filhos acidentais  e os custos financeiros de abortos clandestinos, é só cair na farra. O governo paga tudo. Que tal  criarem também uma auxílio-motel? Talvez o Obama aceite o “desafio”.

Wellington 27/01/2009.

2 comentários:

fran disse...

não acho que a liberação do aborto seja algo tão maléfico assim para nossa sociedade, afinal de contas, hoje em dia, o fato de ele ser proibido não impede que centenas de mulheres o façam todos os anos, muitas vezes pondo em risco sua própria saúde. O aborto, com supervisão de psicólogos e médicos, muitas vezes é mais humano pois é melhor que essa futura criança não vir ao mundo do que viver uma vida de abusos e mal tratos, em condções subumanas. uma ressalva é que o aborto devia ser liberado mas, a exemplo do que ocorre em países como EUA, França e Espanha ser liberado somente nos primeiros meses de gestação onde ainda não se tenha uma vida propriamente dita, e essa interrupção deve ser feita sempre com aconselhamento.

Wellington disse...

Prezada,
respeito o direito que cada um tem de emitir as próprias opiniões, mas o argumento de que o abôrto pode ser considerado "humanitário" é uma inversão muito mal intencionada de valores, pois incorre no erro de dar valor nulo à vida do feto (o qual é um ser humano em essência), sendo este fato extensamente comprovado pela medicina.

Outro erro grave, é condenar préviamente à morte um indivíduo indefeso, que ainda está se formando no útero de sua mãe, sob a alegação de "protegê-lo" dos abusos e maus tratos que "um dia" alguém pode vir a lhe causar. Isto não é proteger, é assassinar.

Esta inversão de valores se dá por causa da contaminação por parte das pessoas mais influenciáveis (a grande maioria), por uma moral relativista, chamada de "políticamente correta", a qual é fortemente incentivada pela ONU, e que visa substituir a moral judáico-cristã ocidental. Assim. deseja-se utilizar o abôrto como medida alternativa (global) de combate ao excesso populacional, e da redução dos efeitos climáticos resultados pela ocupação do homem na natureza. Ações deste porte não são isoladas, mas são globalmente coordenadas.

Além destas questões de ordem ética política e jurídica, lembro também que este blog defende a fé Cristã, a qual prega o grande valor da vida humana perante Deus, juntamente com as tradições da família e seus valores.

Saudações,

Wellington Leal

Vídeos Recomendados

Loading...
Creative Commons License
Blog Wellblog-Observador de Wellington Leal é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Brasil.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://reieterno.blogspot.com.